Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo de mãos dadas com Pio Matos

O assunto da renúncia de Pio Matos, Presidente do Concelho Municipal de Quelimane, amainou um pouco nos últimos dias. Alguns órgãos de comunicação social já não priorizam o assunto como destaque. Enquanto isso, os círculos de opinião na cidade de Quelimane não se cansam em saber donde veio esta informação de que Pio Matos estava em vias de renunciar mandato.

O jornal Diário da Zambézia (DZ) tem-se desdobrado em ouvir diversas sensibilidades em volta deste caso. Mesmo no seio do partido Frelimo, onde Matos é membro, as coisas não estão assim de maneiras a dizer Pio sai.

Há uma ala forte que defende a continuidade do edil de Quelimane, até ao fim do seu mandato. Isso porque, esta ala teme as consequências futuras, quando as eleições forem realizadas.

Esta quarta-feira, o DZ procurou ouvir duas pessoas membros da Assembleia Municipal de Quelimane (AMQ), todas da bancada da oposição. Por uma questão de protecção, os mesmos pediram para que não não fossem postos os seus nomes em hasta pública.

Ora, sabe-se que a bancada opositora na AMQ é a da Renamo. E é esta Renamo que segundo as duas pessoas que entrevistadas pelo DZ, dizem que em casos de a Assembleia Municipal de Quelimane receber a dita carta de renúncia, a bancada da Renamo vai chumbar esta renúncia.

“Não vamos deixar passar esta proposta, porque se a Frelimo soubesse que Pio é mau gestor não iria lhe deixar concorrer para o terceiro mandato.” – disse um dos entrevistados.

Num outro passo, o outro entrevistado disse que mesmo que a Frelimo queira usar a ditadura de voto, a Renamo não vai deixar o assunto passar.

Quando questionados o porquê deste posicionamento da bancada da Renamo face a este cenário, os entrevistados foram unânimes em afirmar que a própria Frelimo sabia que Pio não era um bom homem, então quiseram que ele ficasse no poder e agora já que não está a servir os seus interesses querem-no mandar embora. “Isso não é justo e não iremos facilitar nenhum voto” – disseram os interlocutores.

Mas porquê essa aliança?

Uns entendem que essa aliança trará ganhos políticos caso a Frelimo avance mesmo com a retirada compulsiva de Pio Matos do poder. Isto porque de acordo com os entendidos desta matéria, se a Renamo vota contra a renúncia, estará assim a ganhar confiança e a mostrar a opinião pública que afinal, o erro partiu da própria Frelimo que tanto defendeu combate cerrado conta a corrupção, mas que na verdade este combate não é reflectido.

E não só isso, a Renamo, sabendo que goza de alguma simpatia no seio de alguns munícipes, ai estará a dizer também que a única força capaz de governar o município já não é a Frelimo, mas sim uma outra.

E então, será que a Frelimo vai avançar com a ideia de mandar renunciar os presidentes dos Concelhos Municipais? Esta é a pergunta que o DZ deixa no ar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!