Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique tenciona ter uma força militar

O Governo moçambicano vai ter uma força especializada na manutenção da paz composta por setecentos homens a ser formada apartir do próximo mês com a ajuda do Governo da República Federativa do Brasil.

A informação foi tornada pública em Maputo pelo Ministro da Defesa de Moçambique, Filipe Nyussi, quando recebia o seu homólogo do Brasil, Nelson Jobim, que está desde ontem no país em visita de trabalho.

Segundo Nyussi, República Federal do Brasil está interessada em ajudar Moçambique na formação da força especializada de manutenção de paz, no âmbito das relações de cooperação entre os dois países na área da defesa e segurança.

Nyussi disse que a visita de Jobim a Moçambique visa garantir que os acordos de cooperação assinados, saiam do papel para a prática, numa altura em que estão a ser avaliadas as possibilidades de se formar o exército de manutenção da paz e a de instrutores moçambicanos ao Brasil para capacitação em tecnologias de informação, usadas pelos exércitos modernos a nível mundial.

Para além de ajudar Moçambique na formação de uma força de manutenção de paz, o Brasil pretende capacitar quadros do exército, em especial, instrutores que poderão contribuir na capacitação dos militares em território moçambicano.

Segundo Nyussi, os militares que irão fazer parte do exército de manutenção da paz, receberão formação específica no Brasil, onde terão a oportunidade de se familiarizar com as novas tecnologias.

Por seu turno, o Ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, disse que é desejo do país que representa, transmitir experiência e transferência de tecnologias militares para o exército de Moçambique.

Num outro desenvolvimento, Jobim disse que o Brasil irá cooperar igualmente com o nosso país na formação de pilotos, tendo acrescentado na ocasião que, no âmbito da cooperação, o Ministério da Defesa do Brasil irá doar um avião da força aérea ao Ministério moçambicano da Defesa.

Na primeira fase de implementação deste acordo, dois oficiais e dois mecânicos da força aérea poderão seguir em breve para o Brasil afim de serem formados com vista a operarem com as aeronaves militares a serem doados ao nosso país.

De referir que depois do encontro com o Ministro da Defesa Nacional, Jobim, foi recebido pelo Presidente da República, Armando Guebuza.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!