Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique consolida ensino a distancia em 40 distritos

A Ministra moçambicana da Função Pública, Vitória Diogo, disse, Quarta-feira, que o país consolidou, em 2012, o ensino a distância em 40 distritos, beneficiando cerca de 1200 funcionários públicos.

Segundo a fonte, este ensino direccionado, inserido na Gestão Estratégica dos Recursos Humanos do Estado, permite formar e capacitar os funcionários e agentes do estado que vivem nas zonas recônditas.

Falando, Quarta-feira, no distrito de Marracuene, a cerca de 30 quilómetros a Norte da capital moçambicana, Maputo, na abertura do VI Conselho Coordenador do Ministério que dirige, Diogo disse que, paralelamente, em 2012, foram graduados 1487 técnicos médios em Administração Publica e capacitados 1700 funcionários.

O Ministério da Função Pública (MFP) está em reunião balanço desde Quarta-feira até Sexta-feira para, entre outras questões, avaliar o desempenho durante o ano de 2012, com as atenções viradas para as actividade realizadas pelo Instituto Superior da Administração Pública (ISAP), institutos de Formação em Administração Publica (IFAPA), para além de discutir a proposta do seu Plano Económico e Social para 2014.

Na ocasião, Vitoria Diogo, avançou que o ISAP, para além de ter sido expandido para as províncias de Cabo Delgado e Nampula, no Norte, Zambézia e Sofala, Centro, e Inhambane, Gaza e Maputo-província, no Sul do país, graduou, em 2012, um total de 890 quadros e gestores da Administração Publica a todos os níveis.

No total, segundo Diogo, foram formados e capacitados, desde 2007 esta parte, mais de 16 mil funcionários e agentes do Estado em todo o território nacional, entre os quais técnicos médios e superiores. No seu discurso, a Ministra traçou ainda um quadro promissor na área de direitos e deveres dos funcionários e agentes do Estado.

“No que tange aos direitos e deveres dos funcionários e agentes do Estado, destaque particular vai para a realização, em 2012, de 36.526 promoções, progressões e mudanças de carreira, perfazendo um acumulado de 268.864, desde 2006”, disse a titular da pasta da Função Publica.

Ainda em 2012, segundo Diogo, foram realizados 6.015 ‘desligamentos’ e aposentações, perfazendo um total acumulado de 13.070, desde 2010, abrindo assim espaço para mais promoções e novos ingressos no Aparelho do Estado.

Vitória Diogo considerou o exercício de 2012 de positivo, tendo em conta que as acções que tinham sido planificadas foram cumpridas, o que resultou numa melhoria do desempenho global da administração pública, o que passou pelo reforço do es- pírito de equipa, coesão e partilha de uma visão de projecto comum sobre o futuro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!