Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

GM e valores bancários afundam Wall Street

A Bolsa de Nova York encerrou a segunda-feira em forte queda, em um mercado esfriado pela firmeza da Casa Branca em relação às montadoras americanas e por novas dúvidas sobre a situação dos bancos: o Dow Jones caiu 3,27%, e o Nasdaq, 2,81%.

O Dow Jones Industrial Average perdeu 254,16 pontos, a 7.522,02 unidades, enquanto o Nasdaq, de alto componente tecnológico, recuou 43,40 pontos, a 1.501,80 unidades, segundo números definitivos do fechamento.

O índice Standard & Poor’s 500, por sua vez, despencou 3,48% (28,41 pontos), a 787,53 unidades. A baixa afetou seriamente os lucros obtidos na vigorosa recuperação experimentada pelos índices nas últimas três semanas. “A tormenta em torno da General Motors pegou os investidores de surpresa”, estimou Mace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

Os investidores não se deram conta de que “nem tudo está estabilizado” no setor automotivo, e de que medidas “duras, porém necessárias, devem ser tomadas”, observou Art Hogan, da Jefferies. O presidente Barack Obama criticou os planos de reestruturação apresentados pela General Motors (GM) e pela Chrysler, pedindo às montadoras que voltem à mesa de trabalho para elaborar soluções “viáveis” a curto prazo, sugerindo a opção de recorrer à lei de falências.

A ação da General Motors caiu 25,41%, a 2,70 dólares, depois que o grupo perdeu seu presidente executivo, Rick Wagoner, obrigado a renunciar. “Isso levanta todo tipo de pergunta sobre a intervenção direta do Estado.

Se isso pode salvar uma empresa e até onde o Estado interfere em um sistema de livre iniciativa. Isso será um verdadeiro teste para a recente recuperação do mercado”, afirmou Al Goldman, da Wachovia Securities.

Os valores financeiros, outra constante fonte de preocupação nos mercados, lideraram a queda dos índices, depois de uma entrevista do secretário do Tesouro, Timothy Geithner, na qual ele deu a entender que alguns bancos podem precisar de ajuda adicional.

O setor também foi afetado por más notícias vindas da Europa. Na Alemanha, o Estado deu início à nacionalização do banco de crédito imobiliário Hypo Real Estate (HRE).

A ação do Bank of America caiu 17,85%, a 6,69 dólares, a do Citigroup 11,83%, a 2,31 dólares, e a do JPMorgan Chase 9,31%, a 24,85 dólares.

O mercado obrigatório terminou em alta. O rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos baixou a 2,714%, contra 2,761% na noite de sexta-feira, e o dos títulos a 30 anos, a 3,602%, contra 3,618%.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!