Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Filha acusa pai de estuprá-la desde 2014 na Matola

No bairro de Tsalala, no município da Matola, província de Maputo, uma miúda de 14 anos de idade acusa o seu pai, de 40 anos de idade, de abusá-la sexualmente, desde o ano de 2014 e esta parte; e o visado, ora a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), confessou o incesto e justificou não saber o que passou com ele a ponto de cometer tal crime, mas suspeita que tenha sido possuído por um mau espírito.

O caso deu entrada na 9a esquadra da Polícia em Tsalala. A vítima, cujo nome omitimos para preservar a sua honra, assumiu ter permanecido calada por muito tempo, mas a manter relações sexuais com o seu progenitor, porque este lhe oferecia dinheiro com frequência e aliciava com outros presentes.

O incesto, que esta a chocar os moradores daquela zona a ponto de deixá-los boquiabertos, foi denunciado pela própria adolescente, alegadamente porque já não suportava alimentar os apetites sexuais do pai.

As pessoas próximas à família contaram que se apercebiam de certas mudanças no organismo e comportamento da miúda mas ninguém imaginava, jamais, que ela pudesse estar a “namorar” com o seu progenitor, sempre a mãe estivesse ausente de casa.

A PRM assegura que está a seguir o assunto com pormenor, pois não basta que tenha havido denúncia e o acusado tenha confessado. Segundo apurámos, o problema despoletou-se quando a rapariga enviou, telefonicamente, uma mensagem escrita para o tio paterno a informar que estava saturada porque para o pai cuidar dela e suportar as despesas da escola devia haver, primeiro, uma troca sexual.

A mãe da adolescente, indignada, não escondeu a sua ira, tendo deixado cair lágrimas quando se pronunciou sobre a questão. Ela disse que nunca lhe passou pela cabeça que o seu marido estivesse a manter uma relação sexual, de forma repetitiva e reiterada, com a própria filha.

De recordar que é também no bairro de Tsalala, onde um jovem que responde pelo nome de Castigo Muchanga, de 30 anos de idade, está a contas com a PRM, acusado de ter violado sexualmente a sua enteada de 03 anos de idade, durante à noite enquanto a sua mulher dormia. No mesmo ponto do país, um outro jovem está preso por suposto estupro de uma miúda de 17 anos de idade.

Ainda na semana finda, no bairro das Mahotas, na cidade de Maputo, uma criança de 13 anos de idade foi estuprada por um jovem de 33 anos de idade, por sinal amigo do pai da vítima. O acusado se dirigiu à casa do seu amigo, que é pai da menina em questão, e ofereceu-se para comprar bebidas alcoólicas a fim de se divertirem, tendo cometido a cópula forçada depois de embebedar o amigo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!