Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Extorsão na via pública culmina com afastamento de 29 agentes Polícias

Pelo menos 29 agentes da Polícia de Trânsito (PT) afectos afectos à capital moçambicana foram na quinta-feira (20) afastados das suas funções supostamente por envolvimento em actos de corrupção que consistiam na extorsão de dinheiro a automobilistas. Contudo, a desvinculação não significa expulsão do Aparelho do Estado, porque serão reenquadrados na Polícia de Protecção.

Não foram reveladas as identidades dos visados, mas a Polícia assegurou que eles manchavam a imagem dos colegas que trabalham afincadamente com vista a combater a indisciplina nas Pública. No lugar de garantir a segurança rodoviária, eles ocupavam-se de colectar dinheiro dos condutores com o intuito optando de encher os seus bolsos.

Segundo Bernardino Rafael, comandante da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Maputo, não há dúvidas de que os 29 policiais extorquiam os automobilistas, pelo que passam para a área da Polícia de Protecção.

Todavia, agentes em causa, que além desta medida serão alvos de processos disciplinares ou criminais, deverão trabalhar sob vigilância para se aferir até que ponto mudaram de atitude e qualquer deslize ou protagonizar novos casos de extorsão podem acabar no desemprego. “Vocês passam para a Polícia de Protecção mas sob o olhar atento de inspectores da Polícia”.

Em relação ao actos de corrupção, “o conselho coordenador disse tolerância zero para os polícias e os nossos membros da Trânsito que se desviam da prevenção dos acidentes de viação e concentram-se na extorsão”.

Ainda de acordo com Bernardino Rafael, que convocou uma formatura para o anúncio da medida, os agentes da Polícia que se desviam da sua função de prevenir os acidentes de viação no sentido de reduzir o derramamento de sangue nas estradas e luto nas famílias não são tolerados.

De acordo com ele, face o facto de semanalmente serem reportados vários casos de atropelamento, os polícias devem auxiliar os peões a atravessar a estrada, em particular pelos locais sinalizados para o efeito na via pública.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!