Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Escolas acolhem programa Higiene Oral em Nampula

Escolas acolhem programa Higiene Oral em Nampula

Em Moçambique, centenas de crianças enfrentam problemas relacionados com a saúde bucal causados pela cárie dentária e gengivite, doenças infecciosas e transmissíveis de origem bacteriana. Para inverter a situação, a associação de médicos sem fronteiras denominada Health4Moz, em parceria com a Faculdade de Ciências de Saúde da Universidade Lúrio (UniLúrio), em Nampula, desenvolve um programa de higiene oral, visando rastrear e tratar essas patologias em mais de 500 crianças de diversas escolas primárias da capital do norte.

Os técnicos de Medicina Dentária daquele estabelecimento de ensino superior com sede na cidade de Nampula e da referida organização encontram-se, desde 2009, a realizar trabalhos de investigação e tratamento dessas doenças, uma actividade que está inserida no plano de saúde infantil denominado “Caravana Sorriso”.

O objectivo circunscreve-se, unicamente, na promoção de hábitos saudáveis para uma higiene oral dos petizes. Nas escolas, os exames são efectuados sobre uma mesa, onde os técnicos se sentam sobre ela, enquanto o grupo-alvo se mantém sobre uma cadeira. Os materiais usados têm a qualidade recomendada, mas os profissionais lamentam as condições nas quais trabalham.

Munidos de luvas hospitalares e uma lanterna na testa, a missão do dia é observar cada petiz escolhido para beneficiar da iniciativa. No total, são mais de 500 crianças, oriundas de cinco escolas, que foram contempladas nas actividades. Segundo constatou o @Verdade, há ansiedade por parte dos beneficiários. Por exemplo, enquanto um aluno está a ser observado, por detrás da porta está um aglomerado de menores, alguns deles acompanhados pelos respectivos pais e encarregados de educação.

Ao que tudo indica, existe, na verdade, uma vontade de se livrar de um sofrimento causado pela falta de higiene oral individual. Nem o sol escaldante que se faz sentir durante o dia desmotiva os alunos. Minete Manuel, de sete anos de idade, não arreda pé da porta que dá acesso a uma das varandas da Escola Primária dos Limoeiros, onde a equipa composta por médicos-dentistas da UniLúrio e da Health4Moz se encontra a trabalhar. A fila é longa, mas Minete, com a sua mochila nas costas e desassossegada, espera pela sua vez.

Até porque esta é uma oportunidade rara de ter cuidados dentários de qualidade. A petiza começou a sofrer da cárie dentária quando tinha seis anos de idade e, em consequência dessa patologia, perdeu cinco dentes no ano passado. Apesar de escovar os dentes duas vezes por dia e usar a pasta dentífrica, a doença continua ainda a propagar-se um pouco por toda a boca. “As vezes, dói muito e outras não”, disse.

“Os resultados são assustadores, mas o problema não é grave”

Minete foi examinada por Diego Ribeiro, médico-dentista da Helth4Moz, e os resultados não são agradáveis. “Mas não é um problema grave”, disse o especialista, tendo acrescentado que a menina deverá ser submetida a tratamentos intensivos numa clínica que funciona em colaboração com o programa. Ribeiro destacou a necessidade de os pais e encarregados de educação da menor passarem a controlar a alimentação diária, pois, além de escovar os dentes com frequência, os petizes devem evitar consumir produtos com um teor de açúcar excessivo. Por outro lado, o nosso entrevistado disse que, apesar da precariedade da saúde bucal das pessoas, particularmente as crianças, 25 porcento dos petizes submetidos ao rastreio padecem de cárie dentária ou gengivite.

“A situação não é tão má como imaginávamos. As crianças de Nampula, embora não escovem os dentes três vezes ao dia, têm a saúde bucal optimizada, faltando apenas alguns cuidados básicos, particularmente, na parte alimentar”, explicou Ribeiro. Devido à aparente falta de acompanhamento higiénico por parte dos pais e encarregados de educação, o nível em que Moçambique se encontra é diferente de alguns países da Europa, onde a cárie dentária chega a afectar mais de metade da população urbana. Ribeiro explicou ainda que as doenças bucais podem ser evitadas, bastando, além dos cuidados de higiene oral, visitar um dentista para conhecer o estado de saúde.

“É importante prestar a atenção à saúde bucal com vista a ter-se um sorriso bonito. Escove sempre os dentes, no mínimo duas vezes por dia, durante dois minutos. Use o fio dental e (não menos relevante) lave a língua logo após limpar os dentes com a encova e a pasta dentífrica ou mulala”, recomendou o especialista. Na opinião daquele especialista em saúde dentária, “evitar é melhor que remediar”, pois, em casos mais graves, os dentes afectados pela doença são retirados para permitir a reconstrução dos maxilares, uma vez que ficam danificados devido à acção das bactérias causadoras da cárie.

“O nosso objectivo é cultivar bons hábitos no seio da camada infantil”

De acordo com Alarquia Saíde, médico-dentista da UniLúrio, a associação de médicos sem fronteiras, Health4Moz, está empenhada, em parceria com a Universidade Lúrio, na promoção da saúde em todas as suas vertentes. Porém, as campanhas de rastreio de patologias orais, através de exames e aconselhamento, vão decorrer durante um período de 20 dias. Saíde destacou a necessidade de se pautar por práticas saudáveis para a prevenção de doenças, tais como a cárie dentária e a gengivite, no seio da camada infantil, nas escolas e nos diversos bairros da cidade de Nampula.

O nosso entrevistado acrescentou ainda que, além dos exames e aconselhamentos, os petizes recebem, gratuitamente, escovas de dentes e pasta dentífrica. “A estratégia serve como um incentivo para os petizes”, disse. Por seu turno, Celso Belo, director da Faculdade de Ciências de Saúde da UniLúrio, disse que, com aquela acção, se pretende capitalizar os objectivos traçados pela sua instituição, que são os de garantir serviços básicos de saúde às comunidades.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!