Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Empresas desenvolvem estudos para identificação de fontes de água

A empresa “Vale de Moçambique”, em coordenação com o governo do distrito de Nacala-a-velha, em Nampula, está a desenvolver um estudo destinado à identificação de fontes que irão assegurar o abastecimento de água ao futuro complexo de produção de fertilizantes, a ser instalado naquela região, que, pela sua característica, necessitará de fontes independentes de fornecimento daquele líquido.

Segundo dados apurados junto das autoridades governamentais daquele distrito, estão em estudo três fontes de abastecimento de água, designadamente a bacia do rio Monapo, que se localiza a 50 quilómetros de distância, a do rio Lúrio, que dista a 75 quilómetros, para além de se equacionar a possibilidade de instalação de uma unidade de dessalinização da água do mar.

A exploração da primeira bacia mostra- se inviável pelo facto de a mesma registar uma grande demanda,sobretudo pela Metanusca, agora, e, futuramente, pela mina de fosfato. Enquanto que em relação à unidade de dessalinização, o problema incide sobre os elevados custos financeiros que o processo acarretará.

A bacia do Lúrio, segundo apuramos, é a que se apresenta em melhores condições de exploração, pelo facto de se encontrar numa zona de maior altitude em relação a Nacala-a-velha e, portanto, a água poderá ser bombeada com menos esforço, quase que por gravidade.

De referir que este problema de água não só inquieta a “Vale de Moçambique”, cujas obras de construção do complexo de produção de fertilizantes deve começar em 2014, mas, também, constrange outros projectos em perspectiva de se instalar na baía de Nacala, no âmbito da Zona Económica Especial (ZEE).

Para a componente abastecimento de água às populações e outros empreendimentos de pequena e média dimensão, dados disponíveis indicam que, no âmbito do projecto Millennium Challange Acount (MCA), o governo irá reabilitar a barragem que abastece à cidade de Nacala-porto, por forma a elevar a respectiva capacidade de retenção e de bombagem

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!