Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Visão Mundial apoia redução do estigma ‘sentabaixo’

Reduziu significativamente o número de alunos que estudam sentados no chão e debaixo da sombra de árvores no distrito de Nacarôa, que está a influenciar positivamente na retenção dos educandos na escola, na melhoria da qualidade do ensino e dos níveis de higiene responsável pela boa saúde das crianças.

O facto resulta do esforço no apetrechamento das salas de aulas das escolas construídas naquele distrito do interior, fruto do empenho que o governo local e seus parceiros têm empreendido no sentido de apetrechar as salas de aulas com mobiliário escolar.

A última acção nesse sentido abrangeu três escolas localizadas no posto administrativo de Saua-Saua, que, ainda ontem, foram contempladas com um total de 200 carteiras duplas que vão beneficiar um universo de mil e quinhentos alunos. Esta é a terceira doação de carteiras da Visão Mundial ao sector de educação em Nacaroa.

O investimento para aquisição do mobiliário em referência está orçado em 669 mil meticais, montante desembolsado por aquela organização, de acordo com o respectivo responsável do programa de desenvolvimento de Saua-Saua, Mário Sampaio, o qual visou presentear a criança por ocasião do seu dia comemorado ontem ao nível internacional.

Maria de Fátima Saquina, chefe do posto administrativo de Saua-Saua, disse que os efectivos escolares estão a crescer na sua zona de jurisdição, facto que tem exigido um esforço do governo local para a expansão da rede escolar construída à base de material convencional.

A nossa aposta é continuar a garantir mobiliário escolar para todas escolas, o que temos vindo a conseguir e os reflexos são visíveis no tocante à retenção das crianças no sistema de ensino – disse Fátima Saquina, tendo acrescentado que a expansão da rede escolar vai contar com a comparticipação das comunidades e da Visao Mundial.

No próximo ano lectivo o posto administrativo de Saua-Saua vai leccionar o ensino secundário geral do primeiro nível. E vamos construir um pavilhão com quatro salas de aulas para acomodar oito turmas da escola primária completa local – ajuntou aquela dirigente.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!