Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Combustível poderá minimizar efeitos da crise financeira

O Ministro da Indústria e Comércio, António Fernando, disse ontem em Maputo que o empresariado nacional deve aproveitar a queda do preço do combustível e investir na indústria alimentar como forma de minimizar os efeitos da crise financeira que se faz sentir no mundo e consequentemente em Moçambique.

Fernando falava durante um encontro de auscultação junto do empresariado nacional, com o objectivo de se inteirar do impacto da crise financeira Internacional sobre as empresas nacionais com destaque para as exportadoras.

Para Fernando, a redução dos preços dos combustíveis, nomeadamente o gasóleo, a gasolina e o petróleo de iluminação, deve ser tomada como uma oportunidade ímpar para procurar formas de minimizar os efeitos da crise financeira nas actividades comerciais, para logo de seguida afirmar que a indústria alimentar constitui também um importante aliado na superação daquele constrangimento que está a votar centenas de trabalhadores ao desemprego na sequência do enceramento de algumas unidades produtivas no mundo e no país em particular.

a indústria de alimentos pode, ajudar a minimizar os efeitos da crise aquele dirigente respondeu nos seguintes termos, “ visto que desde a eclosão da crise financeira em 2008, os consumidores tem pautado por deixar de lado produtos supérfluos em determento dos indispensáveis, dentre outros o arroz, o açúcar, as carnes para dizer que este leque de produtos sempre vai ser vendido, dai a necessidade de investir mais nos mesmos” Vários gestores nacionais que operam nas diferentes áreas económicas, marcaram presença no encontro onde Instado a explicar de que forma que tiveram a oportunidade de expôr diante do pelouro da Indústria e Comércio, o estágio actual das suas empresas face á crise financeira.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!