Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

1ª Liga: Benfica empata em casa e vai ao Dragão com vantagem de apenas dois pontos

O Benfica escorregou quando não podia. A equipa de Jorge Jesus não foi além de um empate (1 a 1) com o Estoril, em casa, e viu o FC Porto ficar a apenas dois pontos da liderança do campeonato português de futebol. A duas jornadas do fim, está tudo em aberto na luta pelo título e no próximo sábado há um clássico no Estádio do Dragão que promete fazer parar Portugal.

Só foi preciso esperar dez segundos depois do apito inicial do árbitro para perceber que o jogo do Estádio da Luz seria emotivo. Após sair com a bola, o Benfica criou logo a primeira oportunidade de golo, com Melgarejo a centrar para o cabeceamento de Lima, mas a bola saiu à figura de Vagner.

O avançado brasileiro foi, aliás, a figura da primeira parte, mas pelos motivos menos habituais, não mostrando a eficácia que costuma ter. Aos 22 minutos, solto na área, rematou de primeira por cima e, à passagem da meia hora, a acertar no poste após assistência, de peito, de Cardozo.

Pelo meio, já o Estoril tinha mostrado que não se limitava a defender e Artur foi obrigado a aplicar-se para evitar o golo de Luís Leal. O intervalo chegou sem golos, mas a história seria bem diferente na segunda parte.

Herói a defender e atacar Aos 55 minutos, os adeptos do Benfica gritaram golo, mas era cedo demais. Maxi Pereira chegou a ultrapassar o guarda-redes do Estoril, atirou para a baliza, mas Jefferson não desistiu e cortou em cima da linha fatal. O lateral esquerdo brasileiro faria ainda melhor quatro minutos depois. Cobrou um livre na direita do ataque, a bola não tocou em mais ninguém e iludiu Artur, com a Luz a ficar em choque com a vantagem da equipa da Linha.

Mas a festa só durou 10 minutos, já que, aos 68, o Benfica chegou ao empate. Empurrado pelo apoio do público, Maxi surgiu no ataque e, com um fantástico remate de primeira, assinou o 1 a 1.

O Benfica parecia lançado para a reviravolta, mas aos 78 minutos, tudo ficou mais difícil, já que Carlos Martins viu o segundo cartão amarelo e consequente vermelho. E o Estoril esteve bem perto de chegar à vitória no final, valendo uma super defesa de Artur para desviar o remate de Gerso.

O empate acabou por não ser desfeito e, agora, ao Benfica já não basta empatar em casa do FC Porto para selar a conquista do título. Precisa mesmo de ganhar, mas os bicampeões nacionais não costumam facilitar em casa e voltaram a depender apenas de si próprios para chegarem ao “tri”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!