Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Zambézia: empresa canadiana entra na exploração de Tantalite

Uma empresa canadiana está a investir seis milhões de dólares norte-americanos, na construção de uma fábrica de extracção de mineral de tantalite na região de Muiana, no distrito de Gilé, no norte da província central de Zambézia. Segundo o director provincial dos Recursos Minerais na Zambézia, Almeida Manhiça, os investidores canadianos estão interessados na prospecção e pesquisa deste mineral, assim como na sua exploração.

“A empresa vai entrar em Fevereiro ou Março, nesta momento já se está a montar o equipamento, em Muiane, Gilé”, assegurou Manhiça citado pelo jornal “Diário de Moçambique. Manhiça destacou que está já em curso o processo visando a implantação desta fábrica que se vai juntar naquela província à indústria de Marropino, no distrito do Ile, cuja exploração está sob a égide de investimentos britânicos. Esta empresa propõe-se a investir seis milhões de dólares norte-americanos, podendo abrir oportunidades de emprego para 60 trabalhadores, quando se concretizar o projecto de exploração.

As projecções em termos de volumes de produção indicam para um total de 30 toneladas por hora do mineral em mineral (tantalite). Na Zambézia, o sector de Recursos Minerais está a atrair muitos investimentos estrangeiros, havendo actualmente uma série de companhias a realizarem actividades de pesquisa e prospecção em distintas áreas, com enorme incidência para Gilé, Mocuba, Ile e Alto-Molócuè. Conta-se igualmente que no terreno outras importantes companhias estão envolvidas na exploração de alguns minerais, a exemplo da firma espanhola designada por Euro Sport, virada para minério de lipidolites.

Neste momento a Euro Sport – Espanhola já exporta quantidades não especificadas de minerais para alimentar as indústrias de fabrico de objectos como pilhas alcalinas, baterias e outros instrumentos. A DRUSA, uma operadora de origem búlgara, também está a explorar quartzo na Zambézia, um metal geralmente aplicado para o fabrico de relógios e artigos de adorno, como, jóias, entre outros objectos de beleza. Refira-se que a empresa Noventa, em parceria com a sua filial a Highland African Mining Company, de investidores britânicos, está a trabalhar com vista a relançar a produção de tântalo na vila de Marropino no distrito de Gilé, depois de a mina ter permanecido encerrada durante 18 meses.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!