Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiquitsi vai (re)nascer!

A oboísta moçambicana, Eldevina Materula, ou simplesmente Kika Materula, dirige a primeira Orquestra Juvenil de Música Clássica que será formada a partir do dia 18 de Março de 2013. O projecto chamado Xiquitsi – nome inspirado num instrumento de música tradicional local – será realizada em três etapas.

Em 2013, a Associação para o Desenvolvimento Cultural (Kulunguana) – a mesma entidade que há oito anos produz o Festival Internacional de Música de Maputo – pretende desenvolver um programa de actividades musicais mais abrangente para inovar e progredir na capacidade de interagir com o público, com particular enfoque para os jovens, criando uma capacidade nacional para tocar música clássica.

Com efeito, a Kulunguana criou o projecto Xikitsi que irá executar a Temporada de Música Clássica de Maputo, bem como o Projecto de Formação de Orquestras e Coros de Moçambique.

A primeira iniciativa “será organizada durante o ano com três períodos de apresentações em três meses diferentes, Maio, Agosto e Outubro, ocupando vários locais na cidade de Maputo e arredores. Desta forma pessoas interessadas na área terão a oportunidade de desfrutar de música clássica com mais frequência durante vários momentos do ano”.

Enquanto a segunda realização visa a integração e inserção social da primeira Orquestra Juvenil de Música Clássica, bem como capacitação profissional por intermédio do ensino colectivo de música, iniciando desta maneira a formação da mesma colectividade.

De acordo com a Associação para o Desenvolvimento Cultural “esta iniciativa representa uma possibilidade de mudança na vida de jovens e crianças que, através da prática colectiva de música, adquirem ferramentas essenciais para o desenvolvimento pleno das suas capacidades”.

Sabe-se, porém, que “a formação desta orquestra será baseada em experiências comprovadas como, por exemplo, “El sistema” na Venezuela onde o projecto existe há 38 anos e que hoje conta com mais de 350 mil jovens e crianças e cerca de 290 orquestras em todo o país.

“Neojibá”, no Brasil onde o projecto foi criado há cinco anos, formou mais de 210 jovens e crianças entre nove e 29 anos, e criou três orquestras que contam já com 240 apresentações”.

Entretanto, de acordo com a produção da iniciativa, Kulunguana, “para garantir uma formação de elevado nível com um acompanhamento contínuo e de qualidade, a cidade de Maputo vai receber dois professores formados, capacitados e experientes na área do ensino colectivo.

Estes músicos e professores vão dar aulas diárias a jovens e crianças entre sete e25 anos, que terão e estarão em contacto directo com os músicos convidados na Temporada de Música Clássica de Maputo”.

Refira-se, então, que a audição para a primeira Orquestra Juvenil de Música Clássica de Moçambique será realizada na próxima segunda-feira, 18 de Março, na Escola Nacional de Música.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!