Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pimpolhos já têm novo álbum

O novo trabalho discográfico do conceituado grupo de música infantil, Pimpolhos, já está pronto. Contém 14 temas musicais. Entretanto, a cerimónia do seu lançamento oficial está agendada para a quinta-feira, 21 de Março, num evento que terá lugar no Centro Cultural do Banco de Moçambique, na cidade da Matola, devendo contar com a actuação de artistas célebres na cena da canção moçambicana.

Na verdade, trata-se do quinto trabalho discográfico do grupo e chama-se “os meninos do planeta azul”. De acordo com o grupo, a cerimónia da sua publicação – a ter lugar na cidade da Matola – será um momento festivo. É por essa razão que – para enriquecer o momento – artistas Roberto Chitsondzo, Aly Faque, Dery Navais, Tio Miquidade, Leo, Mano Hermes, que irão actuar no evento, são os principais convidados.

Com esta quinta produção artística, a par da iniciativa, os Pimpolhos pretende-se brindar as crianças moçambicanas com o seu novo reportório de canções, promovendo os valores ético-morais, como também incutir no seu seio o gosto pela música infantil.

O abuso sexual de menores, o tráfico de crianças e o HIV/SIDA – assuntos que, em certo grau, marcam de forma negativa dia-a-dia de gente de tenra idade – são alguns tópicos abordados na obra. A preocupação na necessidade de internacionalizar grupo moveu-o a incluir, no referido disco, músicas interpretadas noutros géneros diferentes da Marrabenta.

Música didáctica

Os trabalhos discográficos que, desde 2003, os Pimpolhos têm editado contêm mensagens histórias educativas. Por exemplo, o primeiro álbum, Vatsongwana, foi uma singela homenagem às crianças em que, essencialmente, se explorou o género da música Marrabenta (entre outros de música infantil).

Outros discos registados pelos Pimpolhos – Clube das Crianças, Alegria e Calor, este último em formato de vídeo – podem ser adquiridos no mercado moçambicano. Por exemplo, disco Alegria e Calor é uma clara contestação ao facto de – nos dias que correm – escassearem nos espaços televisivos nacionais programas que projectem imagens animadas e adequadas para serem contempladas por crianças.

Como tal, os Pimpolhos publicaram o referido vídeo como forma de recordar a sociedade acerca de um artista não somente colorido, como também útil para a formação da mente das crianças – o palhaço. Em Junho de 2012, nosso repórter social conversou com os meninos e, de uma forma geral, o que se percebeu de Isa Paula Cuna, Aurora Neves, Júlio Muchanga, Jamelique António e Elísio Anselmo – alguns dos membros integrantes do Pimpolhos – é a existência de sonhos ambiciosos para o futuro.

Eles, os Pimpolhos, por diversos motivos, querem tornar-se jornalistas, advogados, carpinteiros, professores, médicos, pedreiros, cientistas. Em certo sentido são, mas em potencial. O lamentável é a existência de pessoas mal intencionadas, com mentes imundas que – buscando satisfazer aos desejos egoístas – nos ofendem com actos de abuso sexual e violência doméstica.

Não é obra do acaso que estas crianças – em uníssono – gritam: “queremos sentir-nos seguros no espaço social, partindo do seio familiar”. Só o apoio, a atenção, o afecto e os demais cuidados materiais que se lhes devem sem dispensados podem tornar a criança moçambicana numa personagem saudável e bem desenvolvida, o que nenhum Pascoal Cardoso é capaz de dar.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!