Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Xiconhoca da semana: PCA da Imprensa Nacional; Polícia que acusa Inverno do aumento de assaltos; Assaltantes que engomam vítimas

Xiconhoquices da semana: Falta de acção disciplinar cvontra funcionários públicos corruptos; CNE...

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

PCA da Imprensa Nacional

 

Os leitores escolheram e como eles são a maioria nós só podemos concordar com tão sábia eleição. O presidente do Conselho de Administração da Imprensa Nacional foi escolhido como Xiconhoca da semana. Os motivos são vários. “O homem ganha mais do que um ministro e ainda acumula uma reforma milionária”, dizem os leitores. Contudo, se nos é permitido dizer algo aqui fica: o salário e a pensão de reforma são realmente pornográficos, mas sentimos que é mais Xiconhoca quem estabelece esse tipo de luxos para uma minoria num país onde 22 milhões vivem literalmente no lixo.

Polícia que acusa Inverno do aumento de assaltos

Agora a culpa é do Inverno. O que mais a Polícia irá inventar? Era bem mais fácil falar da falta de meios em vez de assacar os problemas da sua inoperância ao sono dos residentes de São Dâmaso por causa do frio. Isso não lembra o diabo. Os leitores estão, no nosso entender, cobertos de razão. “A Polícia nunca tem culpa de nada. Quando alguém morre na rua, como Hélio, a culpa é da população enfurecida, mas nunca das balas de borracha que tiram vidas. Os imensos cidadãos que vivem nesta pátria madrasta e que tombaram diante das balas arrogantes de uma polícia que nasceu para maltratar os moçambicanos também devem ser vítimas do frio. Haja paciência.”, não podia sintetizar melhor o cidadão.

Assaltantes que engomam vítimas

Macabro. Nada justifica e só realmente bandidos com ADN de Xiconhocas é que podem ser tão desumanos. Até no roubo deve haver honra, mas estes sacripantas retiraram o mínimo de honroso que poderia conter o acto de roubar. É que, por mais que doa, estes indivíduos pertencem a uma espécie menor dos ladrões que o país possui. Poderiam ser bem mais dignos do que aqueles que pedem, em todo o empreendimento que visa desenvolver o país, cinco porcento.

Esses que roubam com caneta e papel e na esteira da influência sempre foram piores e indignos. Sempre houve algo de belo num pilha-galinhas por uma questão de perspectivas. Um ladrão de galinhas tanto pode glorificar a preguiça como estar de joelhos estendido na mesa da fome. Mas esses que andam no São Dâmaso são parecidos com uma estirpe de políticos que assaltou o poder. Isso é tremendamente desonroso.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!