Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Voluntário Japonês doa 24 mil USD para a construção duma escola

O antigo voluntário da Agência japonesa de Cooperação Internacional (JICA) em Moçambique, Tamotsu Kubota, doou 23.850 dólares norte-americanos ao Ministério da Educação (MINED) para a construção duma escola primária na zona Sul do país.

Tamotsu foi professor de Química e Biologia na Escola Secundária de Namaacha, Província de Maputo, Sul do país, entre 2004 e 2006.

De acordo com o Ministério moçambicano da Educação (MINED), que não avança o local exacto onde a escola será construída, o donativo foi entregue ao Embaixador de Moçambique em Tóquio, Belmiro Malate.

Segundo o MINED, a ideia de construir uma escola primária surge da amizade que o ex-voluntário estabeleceu com alguns alunos moçambicanos, cujo desejo é de serem professores.

“É neste contexto que ele prometeu que iria mobilizar dinheiro para construir a escola e assim o fez. Ele tem plena consciência de que a sua contribuição não é suficiente para a materialização do projecto, pelo que deixa ao critério do Ministério da Educação a decisão de como melhor realizar este sonho”, refere o MINED numa nota, Terça-feira, recebida pela AIM.

Tamotsu, que garante continuar com a campanha de mobilização de recursos, angariou o fundo através da venda de um brinquedo tradicional chamado “kendama”, que foi levado da França para o Japão a mais de um século e foi modificado ao longo do tempo para a sua configuração actual.

De salientar que Tamotsu é o actual campeão japonês de uma modalidade denominada “Kendama” e tem estado a promover a sua reintrodução no seio da juventude, pois, segundo ele, é um instrumento que promove o convívio e diálogo entre jovens.

O ex – voluntário informou também que tem falado de Moçambique nas apresentações que tem feito nas escolas japonesas. Quando esteve em Moçambique, Tamotsu Kubota ofereceu 800 “kendamas” a crianças, bem como ensinou-lhe como jogar.

De salientar que um dos seus estudantes, de nome Flávio Armando Macaringue, destacou-se neste jogo e foi levado para o Japão onde participou numa competição em que ficou em primeiro lugar.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!