Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Vivos e mortos partilham espaços

Os doentes que perdem a vida no Centro de Saúde da vila-sede do distrito de Mossuril são mantidos nas enfermarias juntamente com os vivos, enquanto aguardam pela respectiva remoção, situação que resulta da falta de uma morgue naquela unidade hospitalar.

É uma questão que já tinha sido colocada pelos residentes da vila ao governador Filismino Tocole há, sensivelmente, dois meses, tendo na ocasião o governante deixado a recomendação para que as estruturas administrativas do distrito, intercedessem junto da Saúde para a mitigação do problema. Como saída alternativa para o problema, o governo do distrito de Mossuril construiu uma cabana, onde acondiciona os corpos enquanto esperam pelos familiares para as respectivas exéquias.

Trata-se de um espaço que não oferece condições de conservação dos cadáveres, o que obriga a que os enterros sejam feitos rapidamente, sob o risco de os corpos entrarem em decomposição. Ainda em Mossuril, os diagnósticos clínicos que carecem de uma radiografia como prova de sustentação, são adiados por vários dias devido à falta de um aparelho de Raio X naquela unidade hospitalar.

Dados disponíveis indicam que os doentes são obrigados a deslocarem-se aos hospitais de Ilha de Moçambique Nacala-porto ou ao Centro de Saúde da vila de Monapo, com todos os custos inerentes para uma população desprovida de recursos. Sobre a matéria, ficamos a saber que a Direcção Provincial de Saúde já enviou um aparelho portátil de radiografia, mas, como uma desgraça nunca vem só, o mesmo não tem operador para tomar conta dele, assim como falta espaço para colocar a maquinaria.

No que respeita à higiene e saneamento do meio, já que a região é propensa a doenças provocadas por fecalismo a céu aberto e falta de higiene colectiva, consta que foram construídas mais de 800 latrinas precárias, principalmente nas Escolas de nível primário.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!