Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Violento acidente de viação mata funcionários do Estado em Zavala

Quatro cidadãos, entre eles três funcionários públicos afectos à Polícia da República de Moçambique (PRM) e à Secretaria Distrital de Zavala, na província de Inhambane, morrem num violento acidente de viação ocorrido na noite do último sábado (07), naquela região sul do país.

O acidente aconteceu na Estrada Nacional número 1 (EN1), por volta das 22h00, a menos de três quilómetro da vila municipal de Quissico, em Zavala. O mesmo envolveu uma viatura ligeira e um camião avariado na faixa de rodagem.

Os malogrados são: um agente da PRM – afecto ao Comando Distrital de Inhambane –, um técnico de contabilidade da Secretaria Distrital de Zavala, um motorista do administrador daquele distrito e um familiar de um dos três funcionários, apurou o @Verdade de fonte policial, que apontou o excesso de velocidade, a condução em estado de embriaguez e a fraca visibilidade devido à chuva como as prováveis causas da tragédia.

Em Zavala chovia com alguma intensidade desde as 21h00 daquele sábado. O carro ligeiro, no qual as vítimas seguiam viagem, no sentido sul/norte, pertence à Secretaria Distrital de Zavala. Contudo, elas não estavam em serviço, não se sabe para que destino se dirigiam nem para que finalidade, disse a nossa fonte.

Sobre o mesmo acidente, Carlos Cosssa, director do Hospital Distrital de Quissico, disse à televisão privada STV, disse que dos quatro ocupantes da viatura, três morreram no local do sinistro e um à entrada da unidade sanitária.

“Quando a equipa de socorro chegou ao local, três dos ocupantes já estavam mortos. Socorreu-se o sobrevivente para o hospital”, não resistiu devido à gravidade das lesões.

Algumas informações fornecidas por Carlos Cosssa àquela estacão televisiva são contraditórias com as facultadas pela nossa fonte.

“A viatura levava três funcionários do Estado”, entre eles “um elemento da Direcção de Identificação Civil (DIC), um motorista do administrador de Zavala e um outro funcionário da agricultura. Sobre o quarto ocupante, alega-se ser um professor do distrito de Homoíne. Tiveram esse azar (…), era noite e estava a chover, mas também pode ter sido por efeito de álcool porque na viatura foram encontradas bebidas alcoólicas”, contou Carlos Cosssa.

Enquanto isso, um outro indivíduo, cuja identidade e proveniência não apurámos, perdeu a vida e outros dois ficaram gravemente feridos em consequência de um outro sinistro rodoviário ocorrido também na noite de sábado na EN1, na ponte de Chicumbane, no distrito de Limpopo, província de Gaza.

Testemunhas reportaram ao nosso Jornal que um veiculo, cujo condutor não estava habilitado para se fazer ao volante, despistou e precipitou-se para uma lagoa, devido ao excesso de velocidade. Ele já as contas com as autoridades.

Na circunstância, uma pessoa morreu por afogamento e os feridos foram encaminhados para o Hospital Provincial de Xai-Xai (HPX), onde permanecia sob observação até ao fecho desta edição.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!