Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Violência no Afeganistão faz mais 17 vítimas

Dois soldados americanos, três mulheres e 12 talibãs morreram este sábado em incidentes separados no Afeganistão, e um chefe de polícia local e dois policiais foram sequestrados no leste do país, informaram a Otan e as autoridades afegãs.

Dois soldados americanos da Força de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan morreram na explosão de uma bomba caseira no sul do país, anunciou a Otan em comunicado. O comando das forças internacionais não especificou o local do incidente, mas as províncias de Helmand e Kandahar, no sul, são redutos talibãs e as regiões mais perigosas do país. No total, 35 militares estrangeiros morreram no Afeganistão desde o início deste ano. Além disso, 12 talibãs foram mortos na província de Helmand.

Segundo um porta-voz local, quatro talibãs morreram na explosão da bomba que estavam instalando na beira de uma estrada. “Outro grupo de talibãs também estava colocando uma bomba a 3 km dali. As forças afegãs e internacionais que vieram após a primeira explosão atiraram nestes talibãs e mataram oito”, disse o porta-voz, Daud Ahmadi.

Em outro incidente, um chefe de polícia local foi sequestrado na província de Kunar, no leste do país. “Os talibãs sequestraram o chefe da polícia do distrito e outros dois policiais”, declarou Khalilillah Ziayee, chefe da polícia de Kunar, uma província do leste que tem forte presença talibã. Esta é a primeira vez que um chefe policial desta importância é sequestrado no Afeganistão, destacou o porta-voz do ministério do Interior, Zemaray Bashary.

Três mulheres foram assassinadas por rebeldes no distrito de Barmal, na província de Paktika, na fronteira com o Paquistão, informou o ministério do Interior. “Três mulheres morreram e três homens foram feridos quando terroristas abriram fogo contra o carro onde estavam”, indicou o ministério, frisando que outros três civis foram feridos no ataque.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!