Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Violência entre gangues faz quatro mortos no Quénia

Quatro pessoas morreram à machadada durante um aparente ataque de vingança algumas horas depois de a Polícia revistar as mesquitas na cidade costeira queniana de Mombasa e deter pelo menos 250 pessoas.

Vários jovens que gritavam “Allahou Akbar” (Deus É Grande) atacaram armazéns e autocarros públicos, matando várias pessoas com facas e machados após a operação, noticiou esta terça-feira a imprensa local.

Duas pessoas morreram segunda-feira à noite e duas outras em ataques de gangues esta terça-feira por grupos compostos por 12 jovens que, segundo a Polícia, faziam parte de grupos radicalizados atacados durante a operação.

A Polícia declarou que durante uma operação contra as mesquitas de Mombasa Kisauni várias armas, granadas, facas e machados, bem como livros de formação foram apreendidos.

Mombasa e a província costeira do Quénia estão numa situação explosiva desde 2011, quando as tropas quenianas penetraram na fronteira perseguindo militantes do grupo terrorista Al Shabaab na Somália.

Segundo a imprensa, as vítimas do ataque contra o autocarro de transporte público foram obrigadas a precisar a sua identidade antes de serem abatidas com golpes de machados e outras escaparam aos ataques mentindo sobre as suas identidades.

Os responsáveis quenianos da segurança insistem que o plano a longo prazo dos grupos radicalizados em Mombasa consiste em fomentar o caos e a desconfiança entre cristãos e muçulmanos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!