Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Viatura da PRM atropelou mortalmente uma criança na Beira

Uma viatura da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala atropelou mortalmente uma criança de cerca de três anos de idade, que em vida respondia pelo nome de Amina Assane, próximo da Escola Primária de Matacuane, na manhã desta segunda-feira na cidade da Beira.

Testemunhas oculares, citadas pelo jornal Diário de Moçambique, disseram que se a viatura da Polícia, de marca Toyota Land Cruiser, matrícula MMV-16-96 e conduzida por Agostinho Calvino, estivesse a circular a uma velocidade moderada, talvez pudesse ter sido evitada a morte.

O acidente ocorreu concretamente na rua Barbosa de Bagas, próximo da Escola Primária de Matacuane na Beira, mas o oficial de imprensa no comando provincial da PRM, Mateus Mazibe, apesar de não ter revelado se presenciou ou não o sinistro, desmente a informação fornecida por testemunha ocular. Mateus Mazibe disse que Amina Assane estava na companhia de adultos, os quais não prestaram o devido controlo sobre a sua movimentação. “A criança tentou fugir a uma outra viatura, mas pelo susto acabou sendo colhida pela roda traseira do carro da Polícia, que circulava no sentido baixa- Matacuane, tendo resultado na sua morte”, explicou Mazive.

Outras ocorrências policiais em Sofala

Outro acidente de viação registado pela Polícia ocorreu no Dia da Mulher Moçambicana e foi do tipo queda de passageiro por volta das 17 horas na Estrada Nacional número um (N1), no posto administrativo de Goonda, no distrito de Chibabava, tendo resultado na morte de Evaristo Fernando Chabara, 32 anos.

Referindo-se a casos de natureza criminal, Mazibe destacou quatro acontecimentos, dois dos quais furtos, uma ofensa corporal e um roubo, todos ocorridos na cidade da Beira.

Destes casos, evidencia-se o roubo ocorrido na empresa Chiveve Service e Consultoria Ltd, que provocou um prejuízo no valor de 183.350 meticais. Em conexão com o caso, encontram-se detidos três trabalhadores daquela empresa, nomeadamente Óscar Manuel, de 23 anos de idade, Samson António de (19) e Maico Manuel Jossene (18) indiciados de serem promotores do furto.

Reza a história que os três trabalhadores e outros colegas cansados de reivindicar os seus salários em atraso, acabaram por furtar vários bens da empresa Chiveve Service e Consultoria Ltd.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!