Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Forças sírias matam 150 pessoas em Idlib, dizem os activistas

Os bombardeios do Exército sírio mataram pelo menos 115 pessoas, nos últimos dois dias, na província de Idlib (norte), e os soldados capturaram e abateram 35 homens durante as operações na região, disseram dois activistas da oposição, Segunda-feira.

Segundo eles, as mortes ocorreram na região rural de Al Rouge, a sudoeste da cidade de Idlib, onde as forças leais ao presidente Bashar al Assad tentam recuperar as áreas em poder dos rebeldes.

Os relatos dos activistas, como outros vindos da Síria, não podem ser verificados de forma independente, devido às restrições do governo ao trabalho da imprensa estrangeira.

“Estamos a recolher e identificar os corpos desde ontem”, disse o activista Mahmou Ali, usando um celular turco, porque as linhas telefónicas sírias foram interrompidas.

“Os 35 eram jovens de 18 a 26 anos. Eles foram detidos numa escola quando o Exército invadiu a aldeia de Al Bashiriya, e foram baleados na cabeça e no peito”, acrescentou ele. Ali disse ter visto também, em duas mesquitas, 32 corpos de pessoas mortas em bombardeios.

O segundo activista, Mohammad Abdallah, que está na fronteira entre Turquia e Síria, relatou que outras fontes confirmaram as mortes, e acrescentou que a ofensiva militar em Idlib tem se intensificado nesta recta final antes do cessar-fogo previsto para Quinta-feira.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!