Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Venezuela diz que fabrica aviões teleguiados com a ajuda do Irão

A Venezuela está a construir aeronaves não tripuladas como parte da cooperação militar com o Irão e outros aliados, disse o presidente venezuelano, Hugo Chávez, numa decisão que provavelmente aumentará o nervosismo dos EUA sobre o papel do governo socialista na região.

Referindo-se a uma reportagem na mídia espanhola de que os promotores dos EUA estão a investigar a produção de aeronaves não tripuladas na Venezuela, Chávez disse, Quarta-feira: “É claro que nós estamos a fazer isso, e temos direito. Somos um país livre e independente.”

Num discurso televisivo para oficiais militares no Ministério da Defesa da Venezuela, Chávez afirmou que a aeronave só tem uma câmera e é exclusivamente para fins defensivos.

“Nós não temos quaisquer planos de prejudicar ninguém”, disse ele. “Estamos a fazer isso com a ajuda de diferentes países, incluindo China, Rússia, Irão e outros países aliados”, acrescentou ele, aparentemente referindo-se tanto à fabricação do jacto quanto a outros projectos, incluindo uma fábrica de munições e armas.

Durante a longa transmissão, Chávez falou por link de satélite com um oficial militar venezuelano na fabricante estatal de armas Cavim. O oficial estava ao lado de um jacto teleguiado pequeno chamado Harpy-001.

Ele informou que o avião tem 4 metros por 2,5 metros, pode voar a até 10.000 pés (3.000 metros) e por até 90 minutos. Segundo ele, a Venezuela produziu três desses jactos.

“Eles são feitos neste país pelos engenheiros militares que foram fazer um curso na nossa irmã República do Irão”, disse o oficial.

Chávez, cuja estridente política anti-Washington é altamente popular no seu país, ampliou os laços com o Irão no meio da crescente pressão por parte dos Estados Unidos e outras nações em Teerão sobre o seu programa nuclear.

O Irão nega as acusações ocidentais de que está tentando construir armas nucleares. A ABC da Espanha informou, esta semana, que os promotores norte-americanos em Nova York estavam a investigar a construção de aviões teleguiados da Venezuela e a compra desses aviões do Irão, citando fontes familiarizadas com a investigação.

“Defesa interna”

Em Março, o blog militar DOTMIL do U.S. News and World Report citou o general Douglas Fraser, chefe do Comando Sul dos EUA, dizendo que o Irão planeia construir aviões teleguiados de “capacidade bastante limitada” na Venezuela para o Exército venezuelano, que eram semelhantes à classe ScanEagle de aviões teleguiados norte-americanos.

“Não se encaixa na classe Predator”, disse Fraser aos repórteres em Washington, segundo o DOTMIL, referindo-se à categoria de teleguiados maiores que podem ser armados com mísseis ar-terra Hellfire.

Ele disse que os aviões provavelmente eram para “defesa interna”. Em Dezembro, o Irão disse que abateu um avião teleguiado militar dos EUA que violou o seu espaço aéreo e exigiu um pedido de desculpas de Washington.

As autoridades iranianas disseram mais tarde que estavam próximos de quebrar a tecnologia de aeronaves da Lockheed Martin Corp.

Chávez disse que a Venezuela iria receber em breve a visita do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que foi a Caracas, em Janeiro, bem como do presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!