Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Um artista que sintetiza a epopeia da nossa cultura

Hortêncio Langa está decepcionado com a cidade de Maputo

Na noite da passada sexta-feira, dia 25 de Março, Hortêncio Langa serviu a música numa temperatura artisticamente quente, revelando todo o seu virtuosismo, além de levar o público para uma viagem única às profundas notas da marrabenta. E o resultado foi a rendição de todos os espectadores que superlotaram o Centro Cultural Franco-Moçambicano.

Quando artista do calibre de Hortêncio Langa sobe ao palco, o resultado não pode ser outro senão um verdadeiro espectáculo, onde as profundas notas da marrabenta chegam-nos aos ouvidos com uma intimidade. Em duas horas e meia de show, diga-se, na última sexta-feira, o autor do eterno Alirhandzo apresentou um concerto honesto e assaz peculiar, até porque a sua voz de ouro aliada à qualidade de som e luz estiveram em constante harmonia.

O contrário só pode dizer quem não esteve presente no Centro Cultural Franco-Moçambicano, onde, no último final de semana, teve lugar dois concertos consecutivos. O segundo ao pedido do público. Que Hortêncio Langa é um homem de mil faces, já é de senso comum. Mas também é sabido que para adjectivar as suas facetas são aplicadas muitas vezes referendos favoráveis.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!