Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

UEM introduz disciplina sobre direitos da criança

A Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) vai introduzir uma disciplina sobre direitos da criança no curso de Jornalismo, uma medida que visa melhorar a abordagem jornalística sobre o assunto em Moçambique.

Com esta disciplina, pretende-se proporcionar ao jornalista os conceitos e informações que ajudarão a desenvolver habilidades para reportar notícias que protejam e promovam os direitos das crianças.

Após a conclusão do curso de jornalismo, o estudante será capaz de compreender os direitos das crianças, particularmente no contexto da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, bem como avaliar de forma crítica a reportagem sobre questões que afectam as crianças numa perspectiva baseada em direitos humanos.

Esta disciplina resulta de uma parceria entre esta escola de jornalismo da UEM, a maior e mais antiga instituição de ensino superior no país, com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Para o efeito, a ECA e o UNICEF deverão realizar um seminário de capacitação sobre Direitos da Criança e a Prática do Jornalismo, um evento que vai contar com a participação de académicos e jornalistas.

O seminário conta com o apoio técnico do Instituto de Tecnologia de Dublin e é orientado por Lídia Marôpo, Doutora em Ciências de Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, com a tese sobre o Jornalismo e os Direitos da Criança.

“Os jornalistas e os profissionais de comunicação jogam um papel vital em todas as sociedades, em particular quando se trata de proteger àqueles que têm poucas oportunidades de serem ouvidas, tais como crianças”, disse Arild Drivdal, Especialista de Comunicação do UNICEF, citado por um comunicado de imprensa desta organização.

“Através da disciplina sobre direitos da criança e a prática do jornalismo, a Escola de Comunicação e Artes está a colocar as crianças no centro do jornalismo”, acrescentou Drivdal.

A disciplina, que devera ser introduzida no corrente ano, será oferecida aos estudantes de jornalismo do quarto ano, o nível terminal do curso. Contudo, posteriormente, a cadeira vai ser uma característica normal da formação de jornalistas a partir do segundo ano de licenciatura em jornalismo na ECA.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!