Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Turismo Queniano abre portas ao continente africano

A companhia aérea queniana, Kenya Airways, juntamente com o Ministério do Turismo queniano, convidaram, para uma estadia de uma semana, cerca de 150 pessoas, entre operadores de turismo e jornalistas de 20 países africanos com o propósito de mostrarem o potencial turístico do país.

Esta viagem, denominada “Africa Mega Fam” levou os convidados africanos a diferentes tipos de atracções turísticas, desde safaris nas reservas até a zona costeira de Mombaça. Na cerimónia de boas-vindas, que teve lugar no Museu Nacional, em Nairobi, o ministro queniano de Migração, Otieno Kajwang, falou não só da variedade que o Quénia pode oferecer aos turistas africanos, mas também da simplificação de alguma burocracia que dificulta a entrada de turistas.

O Quénia reduziu os custos para a obtenção de vistos de entrada em 50% e uma maior redução é aplicada a crianças menores de 16 anos, com o claro objectivo de estimular o turismo de famílias.

Com uma economia suportada em grande medida pela Agricultura, o Turismo é neste país uma fonte importante de receitas e principalmente de entrada de divisas. O número de turistas que vistaram o Quénia caiu cerca de 30.5 % em 2008 após a violência a que o mundo assistiu depois das eleições do início do ano – 729,000 turistas visitaram o Quénia contra 1.048.372, em 2007 e 954. 335 em 2006.

Numa altura em que o turismo mundial começa a sentir os efeitos da crise económica, o Governo e operadores turísticos quenianos viramse para os africanos. Enquanto o número de turistas europeus e americanos está a diminuir, o volume de turistas africanos não só se manteve nos números dos 2008 como até cresceu ligeiramente, representando, neste momento, cerca de 10% do total de visitantes.

Moçambique esteve representado nesta viagem por quatro operadores do ramo turístico, designadamente Allworld Travel. Aquarium Tour, Tara Travel e Top Tours, que viram nesta viagem – além de conhecerem outros operadores africanos do ramo – uma oportunidade para experimentarem “in loco” mais um destino turistico que poderão vender aos turistas moçambicanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!