Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Tribunal solta agentes de segurança da G4s

As autoridades judiciais moçambicanas libertaram na última quinta-feira todos os 24 trabalhadores da empresa de segurança privada G4S que estavam encarcerados na cadeia Civil da cidade de Maputo, a capital moçambicana.

A soltura destes trabalhadores, que permaneceram detidos durante oito dias, surge depois de a direcção daquela empresa ter decidido retirar a queixa-crime que havia apresentado no tribunal contra aquele grupo de guardas grevistas.

Entretanto, o sindicato da empresa garante que dentre os 24 agentes torturados pela Força de Intervenção Rápida (FIR) não houve nenhum óbito.

Por seu turno, o Secretário-geral do sindicato das empresas de segurança privada, Júlio Sitoe, defende que a empresa deve ser responsabilizada pelos danos causados aos trabalhadores.

Os 24 trabalhadores foram detidos quando, semana passada, se manifestavam na sede da G4S, em Maputo, exigindo explicações sobre cortes nos seus salários, pagamento de horas extras e salários em atraso.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!