Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Trânsito condicionado na av. Marginal em Maputo a partir de segunda-feira, durante oito meses

A circulação rodoviária na Avenida da Marginal, entre a Praia da Miramar e a Ponte da Costa do Sol, estará condicionado a partir de segunda-feira (15) e por um período de oito meses para dar lugar às obras da Estrada Circular de Maputo na chamada “secção 1”, na cidade capital de Moçambique.

Durante o período em causa, segundo a Rádio Moçambique, o trânsito poderá ser feito através de ruas particulares ou de apenas uma das faixas, segundo revelou o director-executivo da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, responsável pela gestão das obras, Eng.º Nelson Nunes.

Nesta “secção 1”, as obras consistirão na melhoria e alargamento do piso, intervenção na ponte, construção de passeios e separador central e de uma das quatro portagens previstas no projecto da Estrada Circular de Maputo, numa extensão de pouco mais de seis quilómetros.

Ciente dos transtornos que os trabalhos poderão criar para a circulação de viaturas, um plano de gestão de trânsito e de segurança rodoviária foi aprovado pela instituição em coordenação com o Concelho Municipal de Maputo (CMM), com o intuito de identificar ruas alternativas. “Já apresentámos uma proposta das possíveis ruas que vão permitir a circulação de pessoas e bens sem criar grandes constrangimentos na circulação, principalmente nas horas de ponta, em que existe um grande fluxo de viaturas na zona norte”, disse Nelson Nunes.

Para evitar interferências, o trânsito de camiões de transporte de material para as obras far-se-á durante a noite, enquanto de dia as viaturas que entram e saem da cidade de Maputo, a partir da Avenida Cândido Mondlane, poderão circular numa única faixa. “A circulação dos grandes camiões do material poderá ser feita no período nocturno, nomeadamente das 20.00 às 5.00 horas da manhã e interromper para os trabalhos começarem, dando espaço para a movimentação das máquinas à medida que o material já tiver sido armazenado”, acrescentou o engenheiro.

A fonte avançou ainda, à Rádio Moçambique, que os trabalhos nas outras quatro secções estão ainda condicionados ao reassentamento das famílias e infra-estruturas abrangidas pelo traçado da Estrada Circular de Maputo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!