Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola 2013: Liga Muçulmana temporariamente na liderança

A Liga Desportiva Muçulmana de Maputo derrotou, na tarde deste sábado (13), o Ferroviário de Maputo no derby da jornada quatro do Moçambola. Com o triunfo, os muçulmanos assaltam temporariamente a liderança da competição com nove pontos, enquanto o Ferroviário perde pela segunda vez consecutiva.

Para todos os efeitos, foi um arranque da quarta jornada muito fraco quando se pretendia que, pela grandeza das duas equipas, houvesse uma boa partida de futebol. Mas como no desfalecimento também produzem-se resultados, houve quem se saiu feliz.

A primeira parte ficou marcada por dois momentos, quando os muçulmanos entraram ao jogo endiabrados e dispostos a descarrilar a locomotiva. Porém, até ao minuto dez, já andavam perdidos na carruagem ofensiva da equipa de Victor Urbano que até ao minuto 45 foi dona das melhores situações de golo, em todas envolvendo o avançado Luís que não estava no seu dia “sim”.

Na segunda parte inverteram-se os papéis. Se por um lado a locomotiva assobiou logo de início, os muçulmanos exaltaram-se logo depois – ainda que sem mudar nada na forma lenta como prosseguiu o jogo. Ao minuto 63, na sequência de um pontapé de canto, Hélder Pelembe, um avançado de estatura ligeiramente baixa, voou bem alto que os centrais (altos) do Ferroviário de Maputo e introduziu a bola no fundo das malhas à guarda de Pinto.

O silêncio tomou conta do Estádio da Machava e os adeptos perguntavam-se como foi possível o golo. Mas enquanto uns indagavam-se, os mais atentos testemunhavam, dois minutos mais tarde, o mesmo Hélder Pelembe a aproveitar-se de um erro defensivo crasso da turma contrária para bisar na partida.

No lugar de certificar ainda mais o silêncio, o segundo golo dos muçulmanos estimulou os primeiros assobios da época para a nova equipa técnica do Ferroviário de Maputo.

O técnico Victor Urbano ouviu, acatou e buscou soluções, chamando para o jogo dois jogadores de meio-campo numa só sentada: Tchitcho e Buramo, no lugar de Inocent e Eurico respectivamente. Contudo foi com um lance de bola parada que a locomotiva reduziu o vexame através de Diogo, a seis minutos dos 90. O Ferroviário de Maputo, clube que definiu como objectivo vencer este certame, perdeu assim o seu segundo jogo consecutivo somando quatro pontos em doze prováveis.

A jornada quatro prossegue às 15 horas deste domingo com os seguintes jogos:

Ferroviário da Beira X Matchedje (Campo do Ferroviário da Manga)

Clube de Chibuto X Costa do Sol (Campo do Chibuto)

Têxtil de Púnguè X HCB de Songo (Caldeirão do Chiveve)

Ferroviário de Nampula X Desportivo de Nacala (Campo 25 de Junho)

Maxaquene X Estrela Vermelha da Beira (Estádio Nacional)?

Segunda-feira (16), 15h: Chingale X Vilankulo FC (Campo do Desportivo de Tete)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!