Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Trabalhador da G4S ferido pela FIR perde a vida

Um dos trabalhadores da empresa de segurança privada Grupo Four Securicor (G4S) que se manifestaram na manhã da passada quarta-feira diante das suas instalações perdeu a vida, na sequência dos violentos golpes sofridos durante a brutal intervenção da Força de Intervenção Rápida (FIR), que foi ao local a pretexto de restaurar a ordem.

Segundo o canal de televisão privada, STV, o indivíduo, cuja identidade não foi revelada, perdeu a vida porque os 24 detidos local inclusive os feridos durante a intervenção dos agentes da FIR, foi encaminhado às celas da 18ª Esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM) em vez de uma unidade sanitária para receber assistência médica. Os outros manifestantes feridos só viriam a receber tratamento médico 24 horas depois da sua detenção no Hospital Central de Maputo (HCM), depois da exigência do médico do Ministério do Interior (MINT).

Os violentos agentes da FIR pura e simplesmente trataram de os recolher às celas da daquela esquadra onde permanecem até então e, por incrível que pode parecer, é de lá onde estão a receber cuidados médicos.

A Forca de Intervenção Rápida (FIR) recorreu a violência excessiva na última quarta-feira para dispersar centenas de trabalhadores da G4S, que manifestaram-se nas instalações da instituição reivindicando seus direitos.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!