Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

TPI adia julgamento por genocídio de Karadzic

O julgamento por genocídio do ex-líder político sérvio da Bósnia, Radovan Karadzic, que começou na ausência do réu na segunda-feira no Tribunal Penal Internacional (TPI) da ONU para a antiga Iugoslávia em Haia, foi adiado até a tarde de terça-feira.

“Ante a ausência do acusado e de um advogado para representá-lo, a câmara adiará os procedimentos hoje”, declarou o juiz sul-coreano O-Gon Kwon. O processo será retomado na terça-feira às 14H15 locais com a apresentação, pelo procurador Alan Tieger, das acusações contra o réu.

“Nós pedimos a Karadzic que esteja aqui para que seu processo não seja obstruído”, completou o juiz. Radovan Karadzic, responsável pela própria defesa, anunciou na quarta-feira passada ao TPI, em um comunicado, que não estava preparado e boicotaria a abertura do processo, que tem duração prevista de dois anos.

Em Setembro ele pediu sem sucesso 10 meses adicionais para preparar a defesa. Karadzic, 64 anos, é acusado de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade por seu papel durante a guerra da Bósnia (1992-1995), que deixou 100.000 mortos e 2,2 milhões de deslocados.

Ele afirma que é inocente. Em Julho de 2008 foi detido em Belgrado, depois de passar 13 anos como fugitivo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!