Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Todo a postos para realização de exames próxima semana

O director do Conselho de Exames e Certificação, Jafete Mabote, disse que está tudo a postos para o arranque, próxima semana, dos exames finais em todos os subsistemas de ensino em Moçambique. Falando em conferência de imprensa havida hoje, em Maputo, Mabote explicou que todas as condições logísticas estão criadas para a realização das avaliações, tendo, para o efeito, sido abertos 17.363 centros de realização de exames em todo o país.

“Todas as condições logísticas já estão criadas ao nível local e nacional. As provas serão colocadas duas horas antes do início dos exames”, disse o director.

No presente ano serão submetidos a exames, a nível nacional, 1.541.934 estudantes que frequentam as classes com exames no ensino geral, centros de formação de educadores profissionais, institutos de formação de professores, do ensino técnico, bem como os alunos da 10/a e 12/a classes da educação especial e do terceiro ano dos cursos de alfabetização de adultos. Os finalistas dos cursos de alfabetização e educação de adultos e os que frequentam a 12/a classe na educação especial serão, pela primeira vez, este ano, submetidos a exames.

Enquanto isso, os formandos dos centros de formação de professores do ADPP passarão a ser submetidos a exames, a partir do presente anos. “Queremos acabar com a dualidade de critérios de avaliação, ao extinguirmos os exames específicos para este grupo”, explicou Mabote.

Os exames arrancam no dia 2 de Novembro a nível do ensino técnico profissional, sendo que no dia 3 inicia para a alfabetização. Já no ensino geral, prevêse que para o secundário (10/a e 12/a classes) os exames iniciem no dia 8 e para, os primário (5/a e 7/a classes), no dia 17 de Novembro.

Os exames serão interrompidos em todo país no dia 10 de Novembro, por ser feriado na capital moçambicana, pela celebração dos seus 123 anos de elevação à categoria de cidade, devendo retomar no dia seguinte. Na ocasião, Mabote sublinhou que este ano não haverá tolerância a actos de corrupção no decurso do processo e as escolas estão preparadas para actuar drasticamente conta todos os infractores.

O aluno envolvido em fraude, se for descoberto perde automaticamente o ano lectivo, porque todos os exames que possa ter realizado serão anulados. Quanto ao professor ou outro funcionário da escola, incorre em processo disciplinar e consequente afastamento. “Este ano não vamos tolerar actos de corrupção. As escolas têm que estar organizadas para detectar e acelerar o process de tomada de medidas. Para isso deve hver instrutores de processos” disse.

Os resultados finais dos exames, portanto, epois da realização da primeira e segundas épocas, deverão ser públicos até 22 de Dezembro próximo. Porém, para os xaminandos dos institutos de formação de professores, os resultados serão ublicados até 30 de Novembro, para garantir que os aprovados possam ser graduados e posteriormente participarem nos concursos públicos para a sua afectação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!