Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Taxistas recebem viaturas subsidiadas pelo Governo

Pelo menos 12 taxistas da cidade de Maputo receberam na quinta-feira igual número de viaturas ligeiras, adquiridas pelo Banco Millennium Bim e vendidas a este grupo a preços bonificados pelo Governo.

A entrega destas viaturas insere-se no projecto “Mais Táxi para Mim” que, além do Governo e o maior banco comercial do país, também conta com a parceria do Conselho Municipal de Maputo (CMM) e a Associação dos Taxistas de Moçambique (ATAXIMA). Falando à AIM, Jorge Castro, um dos beneficiários do projecto, disse haver facilidades de pagamento, já que a letra não é “apertada” em virtude do apoio providenciado pelo Governo.

“Eu vou pagar 12.260 meticais (cerca de 440 dólares americanos) mensalmente durante sete anos”, disse Castro, adiantando que o preço normal da viatura é de 19 mil dólares, valor isento de impostos. Castro diz estar feliz porque está a comprar uma viatura nova (zero quilómetros), sendo a aposta a de trabalhar mais de modo a cumprir com as suas obrigações junto a banca.

Para o Governo, na ocasião representado pelo Ministro do Turismo, Fernando Sumbane, estes carros irão contribuir para o aumento da oferta de transportes de qualidade e com melhor conforto na cidade de Maputo, capital do pais. “O objectivo é assegurar o aumento da oferta de transporte e melhorar a qualidade da face das cidades moçambicanas”, disse Sumbane, apontando igualmente o facto dessas viaturas proporcionarem uma oportunidade de negócio aos taxistas.

Outro objectivo destas viaturas é de promover o turismo nacional e internacional e responder a possível procura daqueles serviços durante o Mundial de Futebol 2010, a ter lugar na vizinha Africa do Sul, e os Jogos Africanos de Maputo, agendados para 2011. Na sua intervenção, o Edil de Maputo, David Simango, disse esperar que, com estes carros, os taxistas contribuam para minimizar o problema de transporte na urbe. Simango espera que os taxistas moçambicanos sejam “autênticos” guias turísticos e os primeiros a transmitir informações relevantes sobre o país aos seus clientes visitantes do país.

Por seu turno, o presidente da Comissão Executiva do Millennium Bim, João Figueiredo, disse que o seu banco aderiu a esta iniciativa por se preocupar com a melhoria das condições de vida dos seus clientes e da sociedade no geral. Ele disse que, dentre várias vantagens, este projecto oferece uma oportunidade de negócios para os taxistas se tornarem empresários. “Moçambique precisa de transportes modernos, confortáveis… para melhor segurança para a sociedade”, disse.

MAIS 200 VIATURAS CHEGAM AINDA ESTE ANO

O Ministro do Turismo revelou também que o Governo prevê a importação de mais 200 viaturas para servirem como táxi e outros 100 autocarros de luxo e minibuses destinados a transportar pessoas para vários destinos do seu interesse. Falando à imprensa, Fernando Sumbane explicou que estas viaturas não são para o transporte público de passageiros, mas sim para o transporte de turistas e outras pessoas de aeroportos para hotéis e vice-versa, entre outros trajectos, mediante serviços de aluguer.

O objectivo deste tipo de transportes é essencialmente para promover o turismo nacional e internacional. Por isso, o Governo apela as agências de viagens e o sector privado no geral para se envolver neste projecto. Essas viaturas serão também alocadas para outras cidades do país e vendidas obedecendo um pacote de incentivos criados pelo Governo.

Questionado pela AIM se estes carros chegam ainda este ano ao país, Sumbana respondeu que “são para este ano, sim. Mas o ritmo vai depender da adesão das pessoas. O processo será acelerado em função da adesão das pessoas”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!