Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Taça de Moçambique: Ferroviário de Nacala eliminado em Nampula

O Sporting de Nampula eliminou, no pretérito fim-de-semana, o Ferroviário de Nacala com o resultado de 5-4, em partida da primeira eliminatória da Taça de Moçambique, fase provincial, edição 2014. A vitória dos leoninos da chamada capital do norte só foi possível com recurso à marcação de grandes penalidades.

O campo pelado de Namutequeliua tornou-se pequeno para acolher centenas de adeptos, amantes e sócios do líder do Nampulense, o Sporting de Nampula, e do campeão em título da mais importante prova futebolística do Campeonato Provincial de Futebol, o Ferroviário de Nacala. A expectativa dos adeptos das ambas as equipas era grande, uma vez que se tratava de um importante encontro das formações de grande mérito na história de futebol na província de Nampula.

Jogando no seu reduto, os leoninos, que tinham um plano traçado e o claro objectivo de vencer, entraram nas quatro linhas mais acomodados, tendo exibido a sua superioridade em relação ao seu adversário. Os primeiros 45 minutos do jogo foram de total domínio da equipa de casa, que teve três grandes oportunidades para abrir o marcador. Na etapa complementar da partida, o actual líder do Nampulense apresentou- se pálido e muito fraco, dando enormes oportunidades ao campeão em título do Campeonato Provincial de Futebol de Nampula, mas sem sucesso, devido aos inúmeros falhanços por parte dos pupilos de António Muchanga.

Os sectores defensivo e atacante demonstraram boa coordenação, mas faltou a celebração de golos por parte dos adeptos de ambas as equipas, apesar das outras áreas criarem condições necessárias para tal. Até aos 90 minutos o resultado continuava ainda longe das expectativas dos dois contendores. Depois do toque do apito final, o árbitro decretou uma brevíssima paragem para, posteriormente, dar lugar ao período de compensação. Nem assim o marcador sofreu alteração. O Sporting de Nampula traduziu em golo os quatro penáltis, enquanto os locomotivas de Nacala desperdiçaram um dos lances, o que resultou na vitória da equipa leonina.

Reacção dos intervenientes

Eduardo Magaia, treinador-adjunto do Sporting de Nampula, mostrou-se satisfeito com o resultado e prometeu lutar para a conquista da taça, “Foi um jogo difícil, mas tentámos fazer o nosso melhor. Agora resta-nos trabalhar mais para chegarmos à final”, disse. António Muchanga, treinador do Ferroviário de Nacala, reconheceu a derrota e atribuiu-a ao cansaço dos seus jogadores, alegadamente devido à grande distância percorrida de Nacala à capital provincial de Nampula.

“Jogámos bem, mas os meus atletas estavam cansados. Isso fez com que não vencêssemos o jogo. A nossa preocupação não é a Taça de Moçambique, mas sim a revalidação do título de campeões do Nampulense, apesar das dificuldades que temos vindo a enfrentar no que tange aos resultados. Queremos chegar à poule de apuramento ao Moçambola 2015”, afirmou.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!