Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Suspenso magistrado judicial em Nampula

Um magistrado judicial da província de Nampula acaba de ser suspenso do seu sector de trabalho acusado de ter recebido três mil meticais, equivalente a cerca de 100 dólares norte-americanos, de um suspeito num caso criminal naquela região do Norte de Moçambique.

O suposto suborno foi detectado em Março de 2013 pela brigada do Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), segundo Bernardo Duce, porta-voz daquela instituição, realçando que o referido magistrado está impedido de exercer a função por tempo indeterminado.

No mês de Março de 2013, o GCCC afirma ter tramitado 98 processos-crime, dos quais 11 já estão em julgamento, com destaque para o caso de um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) acusado de ter recebido ilicitamente cerca de 1500 meticais para libertar um recluso de um estabelecimento prisional local, de acordo ainda com aquele responsável.

No mesmo período, foi também acusado de corrupção um funcionário da delegação da Universidade Pedagógica (UP), em Manica, acusado de desvio de 15 mil meticais da instituição em beneficio próprio.

O referido funcionário requisitou o valor à direcção de Finanças da UP de Manica, alegadamente para comprar material destinado à reabilitação do seu escritório de trabalho, facto que não se concretizou.

De referir que, em Fevereiro de 2013, o GCCC tramitou 46 processos-crime de corrupção em todo o país, dos quais 12 foram remetidos ao tribunal para julgamento.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!