Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Novo salário mínimo deverá ser mais alto no sector extractivo

Com um incremento de 31,91%, a esfera extractiva aparece como a melhor bafejada nas mais recentes propostas de aumentos salariais aprovadas sectorialmente em Moçambique, devendo passar a pagar-se um mínimo de 4651 meticais nesta área.

O secretário-geral da Comissão Consultiva do Trabalho (CCT), Omar Jalilo, declinou confirmar ou desmentir os dados que lhe foram colocados pelo Cm, alegando tratar-se ainda de propostas a serem analisadas e deliberadas em sessão plenária programada para o próximo dia 15 de Abril de 2013.

“Nada posso adiantar porque se trata de propostas a serem apreciadas em plenária no dia 15, para posteriormente serem submetidas para apreciação e provável aprovação pelo Conselho de Ministros na próxima terça-feira, dia 16 de Abril”, repetiu Jalilo.

“Nada posso adiantar por enquanto porque pode se mexer uma vírgula aqui, um número acolá na CCT ou no Conselho de Ministros”, respondeu o secretário-geral da CCT, segundo o Correio da Manhã.

Ao que o Correio da manhã apurou de fonte adequada, 3888 meticais é o mínimo que se pagará no subsector desta esfera (extractiva), nomeadamente no da exploração de pedra e areia de construção, depois de aprovado um aumento em 18% sobre o actual salário mínimo que se aufere.

Mesmo depois destas revisões todas, o sector financeiro continuará a liderar a tabela dos melhores ordenados pagos em Moçambique (um mínimo de 6817 meticais), depois de beneficiar de um ajustamento de 10,47% acordados em sede de concertação social, mas por anunciar formalmente nos próximos dias.

Caso sejam aceites as propostas sectoriais até aqui alinhavadas na plenária da CCT e posteriormente no Conselho de Ministros, a área dos serviços passa a obedecer um ordenado mínimo de 3826 meticais, depois de um incremento em nove pontos percentuais sobre o actual salário mínimo, de acordo com o Correio da manhã.

Depois de anunciados oficialmente – em princípio na próxima semana, logo a seguir à sessão ordinária do Conselho de Ministros do próximo dia 16 de Abril de 2013 – os novos soldos entram em vigor retroactivamente com efeitos práticos a partir de 1 de Abril de 2013.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!