Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Soltura de bandidos poderá alterar ordem pública em Maputo

Maputo, 16 Mar (AIM) – A Polícia moçambicana (PRM) na cidade de Maputo considera que a recente soltura de alguns cadastrados perigosos pelas autoridades judiciais poderá concorrer para o registo de crimes violentos na capital do país.

Falando hoje à imprensa o porta-voz do Comando da PRM na cidade de Maputo, Arnaldo Chefo, disse que perto de 10 perigosos cadastrados antes encarcerados em diversas instâncias prisionais de Maputo foram soltos nas últimas duas semanas.

Um dos indivíduos soltos, segundo a fonte, é Guídione António, bandido detido em Janeiro passado junto com Samuel Januário Nhare, “Samito”, em Caia, província central de Sofala, quando eles regressavam da província nortenha de Nampula, onde haviam provocado diversos estragos. Guidione era também acusado pela Polícia de prática de homicídio frustrado contra dois agentes da Policia de Investigação Criminal (PIC), um crime perpetrado nas imediações do Comando da PRM em Maputo e defronte às instalações da PIC. Os dois agentes continuam hospitalizados.

“Não queremos discutir as razões dessas solturas, só que nós, como técnicos policiais, estamos preocupados e sentimos que isso provavelmente poderá concorrer para alterar a situação de ordem e tranquilidade públicas verificadas nos últimos dias”, disse Chefo, falando sobre a situação criminal na cidade durante a semana passada.

A Corporação registou apenas dois crimes violentos na semana passada, uma redução em três casos comparativamente com o igual período anterior. Este número também representa uma redução em cinco casos em relação aos crimes registados no período similar do ano passado.

Chefo disse que, ao nível interno, a Polícia está a procurar formas de melhorar a situação de segurança pública mesmo com a soltura desses bandidos.

Os únicos dois crimes registados na semana passada são roubos de carros, todos recuperados pela Policia numa oficina de reparação de viaturas do bairro de Infulene.

Em conexão com este caso, a PRM deteve duas pessoas, incluindo o proprietário da oficina. Outras 36 pessoas foram detidas pela Polícia devido ao seu envolvimento na prática de diversos outros crimes.

Além das duas viaturas, a Polícia apreendeu também duas armas de fogo do tipo pistola contendo 13 munições.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!