Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Reposição do stock de medicamentos pode levar dois anos

A escassez e os esforços em curso para a reposição do stock dos medicamentos essenciais no Serviço Nacional da Saúde (SNS) continuam a dominar os discursos do ministro da Saúde, Alexandre Manguele. No fim da semana passada, durante a visita ao Hospital Provincial de Xai-Xai, na província de Gaza, Manguele abordou esta problemática com a promessa de que todo o esforço estava sendo feito no sentido de garantir, de forma rápida, a reposição do stock de medicamentos para garantir o tratamento das principais doenças que fustigam os moçambicanos.

Em termos de prazos, Manguele avançou que as autoridades não podem conseguir repor o stock de medicamentos em falta em menos de 18 meses, tendo em conta o complicado processo que deve ser seguido para a compra de medicamentos.

Manguele não avançou o valor que deverá ser gasto para a aquisição dos medicamentos em falta nem as quantidades, mas lembrou que em quase todo o ano passado, o sector nacional da saúde não tinha antiretrovirais, medicamentos necessários e indispensáveis para continuar a segurar a vida dos cerca de 1.6 milhão de pessoas vivendo com o HIV/SIDA.

Destas, 130 mil beneficiam de anti-retrovirais e cerca de 500 mil precisa do tratamento. Manguele comentou ainda em relação a norma que no ano passado foi emitida pelo Ministério da Saúde dando conta que as farmácias poderiam continuar a vender alguns fármacos com data de validade expirada, alegadamente porque havia ainda um tempo de graça aconselhável para o consumo humano.

“Em Junho se pedia ao povo para tomar medicamentos fora do prazo porque não havia outros. Mas, em princípio, medicamento fora do prazo é para serem destruídos” – disse Manguele para depois garantir que as autoridades estão a esforçar-se no sentido de garantir a reposição do stock em todo tipo de medicamentos necessários para o país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!