Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Síria vive silêncio nas ruas horas após prazo para cessar-fogo

Tropas sírias baixaram as armas horas após o cessar-fogo apoiado pela ONU entrar em efeito, no amanhecer de quinta-feira, e um silêncio tomou as ruas das cidades rebeldes que haviam sido fortemente bombardeadas nos últimos dias.

Mas a tranquilidade não convenceu ativistas da oposição e potências ocidentais da boa fé do presidente Bashar al Assad em observar o plano de paz acordado com o enviado internacional Kofi Annan.

Em desafio ao acordo, tropas sírias e tanques ainda estavam posicionadas em muitas cidades, afirmaram ativistas à Reuters. “Foi uma noite sangrenta. Houve bombardeio pesado na cidade de Homs. Mas agora está calmo e não há tiroteios”, disse Abu Rami, ativista na terceira maior cidade da Síria, após o prazo das 6h (hora local).

Ataques a bairros insurgentes tornaram-se mais intensos após Assad aceitar o cronograma de Annan. O porta-voz do governo Jihad Makdissi disse que a Síria estava “completamente comprometida” com o sucesso do plano de paz de Annan e, como não houve ataques às tropas, “não há razão para quebrar o cessar-fogo”.

Potências ocidentais, apesar de hesitantes em intervir militarmente na Síria, estão fazendo lobby com a Rússia, um aliado essencial de Assad, para abandonar o veto a outras medidas da ONU a fim de pressionar a Síria a abandonar as quatro décadas do regime autocrático da família Assad.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!