Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Seth Suaze celebra 20 anos de carreira

Por ocasião dos 35 anos de idade e 20 de carreira musical, o músico moçambicano Seth Suaze vai homenagear, esta sexta-feira, os artistas que o moldaram artisticamente. O evento vai ter lugar no Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane, neste dia 15 de Abril, um dia antes do seu aniversário.

O show – que será colorido pelo jazz, afro Jazz, gospel e marrabenta – está aberto para aqueles que nunca tiveram oportunidade de oferecer um brinde aos seus ídolos nacionais e estrangeiros.

O concerto servirá para prestar tributo a ex-Secretária-geral da Continuadores Ivone Mahumane, de onde brotaram vários artistas que hoje dão cartas no cenário musical, casos de Kapa Dêch, Zoko, Swit, Jorge Moises (Jojó), Pipas, entre outros.

A noite servirá também para Seth Suazi render uma singela homenagem a artistas como George Benson, Jonathan Butler, Gerald Albrigth, Norman Brown sobre os quais confessa nutrir uma admiração muito grande. Em princípio, todos os homenageados nacionais estarão presentes no evento e os estrangeiros serão representados por elementos das suas representações diplomáticas em Moçambique.

As homenagens, segundo Suazi, serão feitas com o apoio de algumas empresas e individualidades da praça, entre as quais Hotel Polana, Fundação Yok Chan, Direcção de Cultura da Universidade Eduardo Mondlane, Afritool, Codema, entre outros, que quiseram associarse ao evento.

Suaze foi influenciado directamente pela Igreja Congregacional, onde cresceu e pratica o culto. Arão Litsuri, Majeschoral, Hortêncio Langa, Stewart Sukuma e António Marcos são personalidades com quem teve oportunidade de aprender a tocar e partilhar palcos. Teve apoio, especialmente, de Ivone Mahumane.

Filimão Seth Suazi nasceu a 16 de Abril de 1976, em Maputo. Oitavo de um grupo de nove irmãos (cinco mulheres e quatro homens, um deles falecido, o Ivo), Filimão estudou na Escola Primária Unidade 10 (Zixaxa). Posteriormente frequentou a Noroeste 1, Francisco Manyanga e licenciou-se em Direito pela Universidade Eduardo Mondlane.

O músico também é docente na Universidade Técnica de Moçambique e membro da Igreja Congregacional Unida de Moçambique (fonte de outros nomes da nossa música como Arão Litsuri, José Manuel, Naldo Ngoka).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!