Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

“Sempre apreciei o Reggae”

Entretanto, quando menos esperava, a autora do single ‘Djin Kidji Kidji’ – uma música severamente criticada em relação à sua pertença ao ritmo Marrabenta – Nayma Alfredo viu-se impelida a improvisar para ser e estar no Reggae. Que pena – ela só ia para assistir.

 

 

A boa nova é que se sentiu estimulada a enfrentar o desafio. “Até porque sempre apreciei o Reggae”. Também falou da sua experiência. “Pode não parecer, mas tenho uma paixão muito especial pelo Reggae. Eu não sabia que o concerto seria hoje. Cruzei-me, nalgum lugar, em Maputo, com Ras Haitrm e ele convidou-me. Fiquei curiosa de tal sorte que acabei por vir. Gostei do evento porque foi um ‘show’ completo. É assim que os artistas moçambicanos devem ser”.

“Estou a preparar algumas surpresas porque eu gosto muito do Reggae. Então, gostava de descobrir qualquer coisa que esteja relacionada com esse género musical. Já venho a pensar nessa possibilidade há mais de um ano – mas não, necessariamente, num Reggae puro porque essa não é a minha linhagem”.

“A verdade é que eu gosto de descobrir coisas na música – mas sempre relacionadas com o meu estilo. Neste evento não cantei muito porque não conheço muito bem as suas músicas, mas a participação das pessoas foi sensacional”.

“Ainda bem que temos artistas talentosos no país. É que, muitas vezes, as pessoas quando se apercebem da boa qualidade que as nossas obras possuem dizem que aquele artista nem parece ser moçambicano. A minha questão é: porque não pode ser? Ras Haitrm é moçambicano e muito talentoso”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!