Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sector extractivo regista crescimento de 27.3 por cento

A produção do sector extractivo registou um crescimento global de 27.3 por cento no primeiro semestre deste ano, comparado com o mesmo período de 2010.

Segundo o balanço do Plano Económico e Social referente ao primeiro semestre deste ano, este crescimento é fundamentado pelo aumento significativo da produção de tentalite, brita e argila.

A produção de tantalite registou aumentos mercê da reactivação das actividades da empresa “Highland African Mining Company” (HAMC).

Assim, no presente semestre atingiu-se uma realização do plano em cerca de 60,3 por cento e um crescimento considerável relativamente ao mesmo período do ano transacto na ordem dos 450,8 por cento.

Por seu turno, a produção de argila e materiais para construção tem registado melhorias significativas nos últimos anos devido ao aumento da sua utilização no sector da construção, tendo atingido, em média, uma taxa de realização na ordem dos 100 por cento.

Entretanto, no grupo dos materiais de construção, os Riolitos registaram um decréscimo, devido a paralisação das actividades para a substituição da maquinaria.

A produção das areis pesadas (Ilmenite, Zircão e Rutilo) registaram, igualmente, uma realização positiva, acima de 70 por cento. De acordo com o balnço do PES 2011, estes minerais continuam com o segundo maior peso na estrutura global de produção do sector.

“Relativamente a Iliminite e zircão observa-se taxas de realização satisfatórias de 88,6 e 76,2 por cento, respectivamente. Comparativamente ao mesmo período do ano de 2010 observa-se um crescimento de 12,0 por cento para ilmenite e 17,2, para zircão respectivamente. Quanto ao rutilo, não houve registo de produção no período em análise devido ao processo de optimização de equipamento em curso” refere o balanço.

O índice de produção do ouro, registou uma realização do plano em 25,2 por cento e um crescimento de 54,8 por cento, comparativamente a igual período do ano findo de 2010.

A província de Manica, no centro do país continua a destacar-se. Ao longo dos primeiros seis meses deste ano não houve registo de produção da bentonite bruta devido a avaria da maquinaria.

Entretanto, para a bentonite tratada registou-se uma realização do plano em 57,8 por cento, o que representa um crescimento de 21,6 por cento em relação ao mesmo período de 2010.

Em relação a bentonite triada registou-se uma realização de apenas 4,2 por cento e um decréscimo acentuado de cerca de 80 por cento, devido a deficiências na produção bem como a redução da procura no mercado externo.

A produção das turmalinas registou uma realização do plano de um por cento e 107,1 por cento para as turmalinas de primeira e refugo respectivamente, o que representa uma variação positiva de 16,98 por cento para as turmalinas refugos e um decréscimo para o refugo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!