Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sector das florestas poderá gerar 100 mil novos postos de trabalho em 10 anos

O sector florestal moçambicano tem um potencial de gerar cerca de 100 mil novos empregos nos próximos 10 anos, segundo a Agência dos Estados Unidos da América para o Desenvolvimento Internacional (USAID), realçando que a cifra só poderá ser atingida caso o Governo imprima reformas mais “ousadas” na melhoria do ambiente de negócios.

Desde 2009 que investidores de Portugal, Uruguai, Finlândia, Suécia, Estados Unidos da América (EUA) e África do Sul têm manifestado interesse em investir no sector, sendo Zambézia, Manica e Niassa as regiões mais cobiçadas por investidores daqueles países.

Contudo, Moçambique precisa de adoptar uma estratégia que não beneficie apenas os megaprojectos, como impulsionadores de desenvolvimento, “mas também as pequenas e médias empresas”, refere ainda a USAID.

Para dinamização do sector, os EUA comprometem-se a criar mais facilidades para o desenvolvimento de cadeias de valor e nichos de negócios e ainda garantir a sustentabilidade de pequenas e médias empresas nacionais e estrangeiras activas no país, de acordo igualmente com a agência, apontando a comercialização do carbono e apoio técnico-financeiro aos produtores locais como acções a empreender para se alcançar os objectivos.

O apoio norte-americano ao sector florestal deve-se ao facto de o mesmo possuir infra-estruturas portuárias com acesso fácil a mercados internacionais e devido ainda à existência de “grandes extensões de terra ainda não utilizadas, clima favorável e por a actividade albergar mão-de-obra intensiva”.

Entretanto, a mesma instituição refere que o sector privado moçambicano continua “débil” e a economia do país é caracterizada por um vasto número de obstáculos, incluindo de natureza regulamentar, que limitam o investimento e desenvolvimento das pequenas e médias empresas locais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!