Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rockfeller´s “nunca vão morrer”

Rockfeller´s “nunca vão morrer”

O conjunto Rockfeller´s não uma banda desconhecida, apesar de, nos últimos dois anos, ter andado à margem dos holofotes dos media. O sucesso de músicas como “Vida de Cão” e “Namorado” colocou o agrupamento na lista das melhores bandas de Moçambique. Hoje é uma referência nacional para os amantes da música, no geral, e do género rock, em particular.

“A minha integração à banda foi bastante tranquila, uma vez que senti que todos os membros do grupo perseguiam os mesmos interesses sociais”, explica. A paixão pela música vem do berço. “Não tenho uma família de músicos, mas em casa o meu pai tinha uma viola e desde pequeno comecei a ter gosto pela música”, afirma. Porém, foi em Lisboa, onde viveu por muitos anos, que sofreu a influência do estilo musical rock e se deu o início da sua carreira.

“Não tive uma educação musical africana”, afirma e acrescenta ainda que em Portugal participou em vários projectos ligados à música. Dono de um timbre de voz invulgar, Xavier frequentou a Escola de Música onde aprendeu a tocar guitarra, tendo passado pelas mãos de diversos professores, dos quais se destaca Celso Paco.

Tem como referência o vocalista irlandês da banda britânica U2, Bono Vox, com o qual já dividiu o palco, por alguns minutos, aquando da sua visita a Moçambique. Além de rock, o vocalista da banda moçambicana adora os géneros musicais funk e jazz. Quando não está a trabalhar na área de desenvolvimento social, Xavier dedica-se a escrever letras de músicas. “Já pensei num álbum a solo, mas neste momento isso ainda não é uma prioridade”, conta.

UMA BANDA DESAPARECIDA

Dos 16 anos de banda e com apenas dois álbuns, o conjunto já realizou concertos por quase todo o país, excepto as províncias de Niassa, Tete e Manica, mas sem nenhuma actuação internacional. “Recebemos muitos convites para actuar fora do país, mas por causa de compromissos pessoais dos membros do grupo não foi possível”.

A última apresentação pública dos Rockfeller´s foi em 2008, em Inhambane. Desde então o grupo nunca mais voltou a pisar os palcos devido à “dinâmica da própria vida dos integrantes da banda”. Ou seja, além de serem artistas, os elementos daquele agrupamento musical são trabalhadores e chefes de família – áreas da vida que têm merecido particular atenção em detrimento da banda -, razão pela qual esta é tida como desaparecida. “A banda nunca vai morrer porque, antes de sermos um grupo, os Rockfeller´s formam uma família”, disse Xavier. Segundo o vocalista, eles não olham para a música como algo para a geração de renda e por esta razão “nunca achamos necessário abdicar de tudo para nos dedicarmos inteiramente à música” e acrescenta que “sempre procuramos conciliar a música com o trabalho”.

“A nossa ausência no mundo da música não significa que a banda deixou de existir. A música tornou-se uma forma de estar, estamos sempre a compor músicas e não queremos ser escravos do mercado”. Como uma forma de mostrar aos seus fãs que a banda ainda se encontra unida, o vocalista revela que, antes do final do ano em curso, o grupo pretende realizar um espectáculo de regresso.

NOVO DISCO 2011

pode ser um grande ano para os fãs dos Rockfeller´s, pois prometem lançar o seu 3º álbum. “Já temos todo o material, é apenas uma questão de tempo para compor e fazer arranjos”. O disco, cujo título e data de lançamento ainda não são do domínio público, vai conter dez temas grande parte deles cantados na língua inglesa como tem sido característica do grupo. “Fazer música em português é complicado, mas não deixa de ser um desafio interessante. Optámos pelo inglês por se tratar de uma língua universal e não necessariamente para furar o mercado internacional”, comenta. A obra vai abordar diversos assuntos, desde sociais e até aos que têm a ver com o amor, e vai trazer uma mistura de ritmos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!