Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Repetidos cortes de energia eléctrica atrapalham festa da família em Inhambane

O fim de semana longo de comemoração do dia da Família, e do Natal, foi ensombrado na província de Inhambane por cortes constantes no fornecimento de energia eléctrica, os quais, além de danificarem electrodomésticos, inviabilizaram os convívios, pois muitos cidadãos de quase toda a província foram forçados a ficar às escuras e a consumir bebidas quentes.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, nos últimos dias, principalmente ao cair da noite, as cidades de Inhambane e Maxixe, bem como de outras vilas distritais e povoados que recebem energia de Cahora Bassa, têm registado cortes constantes de electricidade.

No dia 24 de Dezembro a situação foi crítica, uma vez toda a província ficou às escuras por volta das 19 horas, vindo a corrente eléctrica a ser restabelecida perto das duas horas da madrugada. Além de perturbar o convívio normal de pessoas, a situação criou transtornos na conservação de bens alimentares e bebidas que muitas famílias tinham preparado.

Segundo o jornal Diário de Moçambique o corte de energia que afectou simultaneamente parte da província de Maputo e as províncias de Gaza e Inhambane foi causado por uma avaria na linha de alta tensão na região de Infulene, em Maputo.

Malfeitores não dão tréguas

Em relação à criminalidade, a Polícia da República de Moçambique em Inhambane diz que a passagem de 24 para 25 de Dezembro foi marcada por um assassinato e roubo de viatura na cidade da Maxixe, perpetrado por indivíduos ainda a monte. O porta-voz da PRM em Inhambane, Vagumar Armindo, disse que os ladrões agrediram o motorista de uma viatura até à morte com recurso a um ferro, apoderando-se em seguida do carro. No entanto, garantiu que estão em curso diligências para o esclarecimento do caso.

A PRM registou também três acidentes de viação na cidade de Inhambane e nos distritos de Panda e Funhalouro, todos sem vítimas mortais, apenas com ferimentos ligeiros e danos materiais não avultados nas viaturas. “Se beber não conduza ou se conduzir não beba. Apelamos também aos peões para não se fazerem às ruas depois de consumirem álcool”, advertiu Vagumar Armindo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!