Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo delibera hoje sobre provável revolta

A Comissão Política da Renamo, maior partido da oposição em Moçambique, está reunida desde a manhã de ontem, quinta-feira, na cidade de Nampula, para, segundo fontes internas, decidir, entre outras coisas, sobre o que apelidou de “uma eventual revolta” a ser promovida à escala nacional, em alegado repúdio às eleições presidenciais, legislativas e provinciais, do passado dia 28 de Outubro.

Composta de 11 membros, incluindo o respectivo líder, a Comissão Política é o órgão máximo do partido e com poder deliberativo sobre vários aspectos internos. Discursando na sessão de abertura do encontro, o líder daquela formação política, Afonso Dhlakama voltou a falar de alegadas irregularidades que, supostamente, terão manchado o processo eleitoral, facto que faz com que o partido e o seu candidato não se conformem com a derrota, reivindicando, deste modo, a a anulação das eleições.

De acordo ainda com Dhlakama, a Renamo está a preparar-se para uma manifestação, à luz da Constituição da República e sem qualquer pensamento de retorno à guerra. Entretanto, Dhlakama alerta que qualquer tentativa de provocação, a ser protagonizada por agentes da Polícia da República e Moçambique ou outras forças, o seu partido irá responder prontamente. “Porque conhecemos o regime que não é democrático pensa que pode sobreviver através da Força de Intervenção Rápida ou de qualquer outra força.

É nesta óptica que estamos a dizer que seremos obrigados a nos defender porque não somos escravos da Frelimo”. – Disse Dhlakama, no seu primeiro pronunciamento publico desde que a CNE, divulgou, a 11 de novembro corrente, os resultados das ultimas eleições no país. A reunião da Comissão Política da Renamo que termina hoje, sexta-feira, na chamada capital política, alargada a outros quadros do partido é a primeira após a realização das eleições.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!