Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo chumba informe anual do governo provincial de Nampula

A Renamo chumbou, segunda-feira, em Nampula, o relatório do governo provincial referente às realizações do ano de 2010 apresentado pelo respectivo governador, Felismino Tocoli, no decorrer da III Sessão Ordinária da Assembleia Provincial, alegando tratar-se de uma simples “fantochada”.

A propósito, Pinoca Luxo, chefe da bancada da Renamo na Assembleia Provincial, referiu que a falta de transparência no financiamento dos projectos de rendimento, através do Fundo de Desenvolvimento Distrital (FDD), reflecte-se nos beneficios que tem concedido a indivíduos comprometidos com o partido Frelimo, em detrimento da materialização dos projectos para os quais foram concebidos.

Consequentemente, considera que o dinheiro alocado às administrações distritais, ao invés de ser aplicado em actividades de desenvolvimento distrital, tem servido, essencialmente, para facilitar aos administradores o usufruto de benesses de ostentação pessoal, Citou, ainda, alguns exemplos no âmbito do incumprimento das actividades do governo, a simulação relacionada com a expansão do sistema de abastecimento de água potável, que continua deficitário.

De acordo com aquele político, a Renamo não vai aprovar o relatório por, alegadamente, apresentar informações distorcidas da realidade. Nós não vamos aprovar um relatório que não espelha a realidade vivida pela população, que continua a confrontar-se com graves privações. Apesar dos sete milhões alocados para mitigar a situação.

Não é intenção da Renamo criar entraves ao governo, pois pretende apenas que as suas realizações sejam apresentadas com detalhada transparência. Disse a fonte.

Todavia, Teresa Namutoro, porta-voz da bancada da Frelimo, considera que o relatório do governo provincial apresenta informações concisas das actividades desenvolvidas no ano transacto de 2010, grande parte das quais situaram-se acima dos 100 por cento.

Quanto ao posicionamento da Renamo, não é de estranhar porque ela tem pautado invariavelmente pela desvalorização das realizações do governo. Presumivelmente por enfermar da capacidade de análise.

Observou, ressalvando, entretanto, que a exiguidade dos fundos alocados não permitem uma adequada implementação de acções relacionadas com as vias de acesso terciárias.

Ainda, terça-feira, o executivo voltará a estar presente na sessão para, entre outros questionamentos, responder às perguntas daquele órgão deliberativo que, durante cinco dias, irá debruçar-se sobre o grau de cumprimento dos planos anuais do governo e da Assembleia provincial, informação dos principais investimentos realizados na província, situação epidemiológica, orçamento da Assembleia Provincial, entre outros temas.

Refira-se que dados apresentados pelo governador de Nampula, Felismino Tocoli, à 3ª sessão ordinária da Assembleia provincial, indicam que a província teve um crescimento económico na ordem de 99.7 por cento nas diversas áreas de intervenção, designadamente na produção agrícola, saúde, educação, infraestruras, entre outras, mercê do envolvimento empenhado de todos os actores da sociedade.

E sublinhou que, no ãmbito dos projectos de investimentos na Zona Económica Especial de Nacala, foram criados mais de 7 mil postos de emprego, e outros 2.500 postos de trabalho no quadro do Fundo de Desenvolvimento Distrital.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!