Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Renamo boicota debate sobre revisão da constituição

A Renamo, o maior partido da oposição de Moçambique, boicotou, terça-feira, o debate sobre a informação da Comissão Ad-Hoc da Assembleia da República (AR) responsável pela revisão da Constituição.

Os trabalhos que irão culminar com a revisão da presente Constituição iniciaram no ano passado, mas a Renamo sempre se manifestou céptico quanto a este projecto que tem vindo a ser defendido pelo partido no poder, a Frelimo.

No âmbito deste projecto, foi criada uma Comissão Ad-Hoc em Dezembro do ano passado que nos últimos dias tem vindo a trabalhar, cujo relatório foi hoje apresentado ao parlamento.

Entretanto, na hora da apresentação do referido relatório, os deputados da Renamo abandonaram a sala de sessões alegando não concordar com a revisão da Constituição, por não ser uma prioridade nacional.

A Renamo alega que a Comissão Ad-Hoc ora criada poderá gastar um valor de cerca de 20 milhões de meticais (o equivalente a 663,3 mil dólares norte-americanos), que poderia ser aplicado noutros programas de desenvolvimento do país.

Contudo, as duas bancadas parlamentares que ficaram na sala de sessões, a Frelimo (a maioritária) e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) (a minoritária), aprovaram o relatório da comissão e a continuação dos seus trabalhos.

No seu relatório, esta comissão, liderada pelo antigo Presidente da AR, Eduardo Mulémbwè, refere que de Maio a Dezembro próximo irá lançar o processo de revisão da Constituição da República para efeitos de anúncio dos seus objectivos.

Igualmente, a comissão vai receber as propostas das bancadas parlamentares e outras entidades (público-privadas), singulares ou colectivas, apreciação prévia das propostas, visitas de estudo à Assembleia da África do Sul e da Tanzânia.

A produção do ante-projecto da revisão e apresentação, à próxima sessão do parlamento, das propostas de programa e orçamento para 2012 e o relatório de actividades realizadas de Maio a Dezembro deste ano são outras tarefas que constam no relatório desta comissão.

“Para a melhoria dos serviços que prestaremos a esta Magna Casa e ao Povo, esperamos, ao longo do debate em torno das matérias trazidas ao Plenário neste domínio, vossos comentários, observações, criticas e sobretudo sugestões que possam contribuir para a produção duma lei de revisão”, indica o relatório apresentado pelo presidente desta comissão, Eduardo Mulémbwè.

O relatório indica igualmente o desejo da comissão de, o mais breve possível, poder contar com a participação dos deputados da bancada parlamentar da Renamo que, por sinal, ainda não foram indicados para integrar este grupo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!