Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Regulado o crónico problema de abastecimento de água

A cidade portuária de Nacala na província de Nampula registou uma melhoria significativa em relação ao crónico problema de abastecimento de água canalizada aos mais de 200 mil habitantes daquela cidade portuária mercê do accionamento dos sistemas de Mpaco e Ntuzi. 

Chale Ossufo, presidente do Concelho Municipal daquela cidade que deu a conhecer a infomação ao nosso jornal, disse que, presentemente, os níveis de abastecimento de água à autarquia situam-se em 25 por cento, contra os anteriores 9 por centos registados há quatro meses atrás. De acordo, ainda, com o edil, as projecções prevêm que, até final do mandato, os níveis de abastecimento daquele precioso líquido venham a aumentar para cerca de 70 por cento.

Presentemente, decorre, também, o processo de expansão da rede aos bairros suburbanos que se encontra já em fase bastante avançada. O nosso interlocutor revelou, por outro lado, que a empresa de água ao nível da cidade portuária está a trabalhar afincadamente, em parceria com o Fundo de Investimento e Património de Abastecimento de Água (FIPAG), com vista a aumetar o volume de abastecimento daquele precioso líquido preciso, prevendo-se, nos próximos quatro meses, um aumento das actuais 20 horas diárias para 22 horas.

Por outro lado, serão construidas até final do ano, através dos fundos do governo, um total de noventa fontenários públicos, com enfoque para as regiões mais recôndidas onde as populações ainda não beneficiam de água canalizada.

Estará, assim, minorada a situação de percurso de mais de dez quilómetros e das longas bichas na procura de água, situação que, pralelamente veio melhorar a proliferação de doenças diarreicas e de pele que eram frequentes devido ao uso de água imprópria. Sublilnhou Chale.

O edil assegurou, igualmente, que já jorra água em todas torneiras das residências com siatema de canalização,torneiras, passando, deste modo, para a história a problemática que vinha a arrastar-se há mais de uma década. Entretanto, decorrem, ainda, estudos para o processo de reabilitação integral da barragem de Nacala-Porto, num projecto financiado pelo Millennium Chalenger Acount que cujas obras terão o seu termino em 2013.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!