Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Rede viária melhora em Mogincual

No distrito de Mogincual, um dos mais pobres da província de Nampula, as autoridades administravas dizem-se agradadas com a melhoria, que verifica nos últimos tempos, das condições de circulação rodoviária derivada às obras de reabilitação e manutenção de rotina que estão a atenuar o sofrimento das populações.

Sobretudo na procura de unidades sanitárias, escolas bem como na comercialização agrícola e outras acções importantes da vida daquele ponto do país.Segundo o nosso entrevistado, a referida melhoria faz com que, neste momento, não se verifiquem grandes problemas de falta de transportes, particularmente em relação aos “chapa- 100”, que chegam até ás zonas recônditas do distrito.

Mogincual é um dos distritos da província de Nampula que sempre teve problemas sérios de circulação rodoviária, sobretudo no período chuvoso, devido ao estado acelerado de degradação das suas vias de acesso, facto agravado pela falta de reabilitação e manutenção de rotina.

Já não temos problemas de circulação nas nossas estradas aqui em Mogincual porque procedemos a um grande trabalho de reabilitação e manutenção de quase todas as estradas. Por isso estamos satisfeitos com essa melhoria na circulação nas nossas estradas que está a atenuar o sofrimento da população, disse Talapa, actual administrador daquele distrito.

Segundo Talapa, o mais importante ainda é o facto de as principais estradas que ligam os três postos administrativos do distrito, nomeadamente Namige, Quinga e Quixaxe, estarem em boas condições de circulação, permitindo a sua comunicação terrestre com à sede distrital, Liupo, bem como ás cidades de Nampula e Angoche, principais locais de compra e venda de produtos diversos por parte dos residentes de Mogincual.

O que estamos a fazer, neste momento, é garantir que não haja cortes de comunicação rodoviária para qualquer zona do nosso distrito. Porque isso implicaria mais sofrimento para as populações. Vamos, pois, garantimos a transitabilidade das nossas estradas através da sua reabilitação e manutenção constantes, anotou. Num outro desenvolvimento, o administrador de Mogincual destacou o envolvimento dos líderes comunitários locais na mobilização da população para a sua participação nas actividades de manutenção de estradas, bem como no pagamento de impostos.

António Mussulo, um agricultor da área de Quinga, que, tal como outros da região, secundou as palavras do administrador distrital, acrescentou que o actual estado em que se encontram as estradas de Mogincual, em particular daquele posto administrativo, o encorajou a aumentar, este ano, a produção de culturas alimentares e de rendimento, porque acredita que não vai ter problemas de escoamento.

Aqui em Mogincual sempre se sofreu devido às estradas se encontrarem, frequentemente, em precárias condições de circulação, e, então, sinto-me motivado com esta agradável situação dos últimos tempos. Espero que as coisas continuem assim porque atenuam o sofrimento da população, disse Mussulo à nossa Reportagem. Para além da castanha de caju, o distrito de Mogincual, sobretudo a parte interior, produz muito milho, arroz, amendoim e gergelim, embora algumas vezes essa produção tenha sido afectada por certas calamidades naturais, tal como aconteceu em 2008, em que extensas áreas de cultivo foram arrasadas pelo ciclone “Jokwe”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!